MODELAGEMPROBLEMAS COMUNSREVIT

Criar calçada acessível NBR 9050

Criar uma calçada acessível conforme NBR 9050, pode parecer um desafio para alguns profissionais, porém é mais simples do que você imagina. Aprenda agora!

Para criar um rebaixamento de calçada acessível ou usando seu nome correto, uma redução de percurso de travessia, precisamos primeiramente consultar a NBR 9050, para que a mesma seja executada de forma correta.

NBR 9050 – ACESSIBILIDADE A EDIFICAÇÕES, MOBILIÁRIO ESPAÇOS E EQUIPAMENTOS URBANOS

Na NBR 9050, conseguimos identificar as dimensões mínimas para a inclinação da rampa, onde temos na parte 6.12.7.3. Rebaixamento de calçada, a imagem abaixo:

calçada-acessivel

Acho que a principal dúvida é quanto a inclinação. Na norma NBR 9050 de Acessibilidade, a inclinação exigida para que um cadeirante possa vencer a rampa é entre 6% e 8,33%.

Mas o que isso quer dizer? Posso usar em graus esses valores?

De jeito nenhum! Aqui estamos falando de um percentual de inclinação. Eu recomendo um raciocínio simples para ajudar a entender esse valor. Vamos pegar o 8,33%, sendo que porcento deve ser entendido como “a cada 100”.  Agora imagine o valor de 1 metro, que equivale a 100 centímetros, certo?

calçada-acessivel

Então quando você lê 8,33%, quer dizer que a cada 1 metro (100 centímetros), você sobre 8,33%, ou melhor dizendo, a cada 100 centímetros, você sobre 8,33 centímetros!

E isso é exponencial, sendo que para vencer uma maior altura, você precisa proporcionalmente um maior comprimento. Desta forma não basta criar uma rampa com uma inclinação qualquer, você precisa saber qual a altura precisa vencer, para aí sim determinar o comprimento.

Mas qual a altura da calçada?

Esse valor pode ser variável, uma vez que precisamos saber qual a altura do meio fio. A princípio a altura ideal é de 15cm, porém sabemos que nem sempre encontramos esse valor, podendo ser muito maior inclusive. Pensando nisso fiz uma pequena tabela exemplificando qual o comprimento necessário de rampa para vencer determinadas alturas.

calçada-acessivel

A explicação acima é um resumo, mas achei necessário para uma melhor interpretação de uma rampa acessível. Mas agora vamos para o que interessa, como fazer isso no Revit?

EDITANDO PISO COM A FERRAMENTA EDIÇÃO DA FORMA

Para criar uma calçada acessível conforme a NBR 9050 no Revit, podemos utilizar a ferramenta de Piso, localizada na aba Arquitetura, dentro do painel Construir. Você pode utilizar tanto a opção Piso: Arquitetura como a Piso: Estrutural.

calçada-acessivel

Antes de criar a rampa acessível na calçada, vou explicar como utilizar a ferramenta. Então crie um piso qualquer (Arquitetura ou Estrutura) e em seguida selecione o piso. Observe que será exibido na aba Modificar|Pisos os recursos de edição.

calçada-acessivel

Com as ferramentas de Edição da forma é possível fazer uma série de “dobras” na calçada, permitindo os mais variados desenhos e formatos. Porém para um resultado preciso, recomendo que utilize em conjunto a ferramenta Plano de Referência, que está na aba Arquitetura, no painel Plano de Trabalho.

calçada-acessivel

Como exemplo vou traçar dois planos, um de cada lado do piso, que servirão de gabarito para “dobrar”.

calçada-acessivel

Após traçar os planos de referência, selecione o piso e observe o painel Modificar|Pisos, dentro do campo Edição da Forma, temos as ferramentas que precisamos.

calçada-acessivel

Vamos entender o que cada uma destas ferramentas faz. A primeira que vamos trabalhar é a Adicionar ponto. Como o próprio nome diz podemos adicionar “pontos de dobra” no piso.

Observe que assim que você clicar na ferramenta Adicionar ponto o piso assume outra forma, ficando com o contorno com um tracejado verde e as extremidades revelam 4 pontos existentes. Adicione os pontos nas intersecções dos planos de referência que acabamos de inserir no desenho.

calçada-acessivel

Para facilitar, altere a vista para 3D. Selecione novamente o piso e clique na ferramenta Modificar subelemento.

calçada-acessivel

Ao aproximar o mouse de qualquer um dos pontos adicionados (inclusive os já existentes, nas quinas) será exibida a opção Alça da forma. Clicando sobre ela será exibido um par de setas (para cima e para baixo) além do campo de valor. Clique sobre o campo e digite -1.00.

calçada-acessivel

O efeito é esse mesmo, como se você tivesse “dobrado o piso. Como dobramos uma única quina, o resultado não ficou como o esperado, por isso você precisa repetir o processo na quina ao lado.

calçada-acessivel

Certo, mas e essa mensagem de alerta quando fazemos a primeira dobra?

Ela acontece devido a não termos finalizado a dobra completa e pelo fato de que na verdade o piso não é exatamente “dobrado” e sim “torcido”.

calçada-acessivel

Um outro recurso para agilizar o processo é ao invés de clicar nas quinas, clicar na aresta. Desta forma a dobra será realizada de uma única vez.

calçada-acessivel

Um aspecto importante é entender onde a “dobra” foi executada. Lembre que antes de efetuarmos a dobra eu solicitei que você cria-se planos de referência e inserisse pontos. E foram exatamente nesses pontos que a dobra foi realizada. O conceito é parecido com dobrar um papel. Se você fizer vincos no papel ele dobrará exatamente naqueles pontos.

Então para evitar eventuais erros nesse sentido, você pode acrescentar esses vincos com a ferramenta Adicionar Linha divisória.

calçada-acessivel

Recomento que mude a visualização para a vista planta de piso. Nesta vista basta traçar as linhas de divisória nos locais desejados.

calçada-acessivel

Mas você dobrou a calçada sem usar a linha divisória!

Sim, mas como a dobra foi em um formato simples, não tive problemas. Em alguns casos, dependendo da complexidade, podem acontecer erros. Nesses casos, existindo linhas divisórias, o Revit se encarrega de dobrar nelas, evitando erros.

calçada-acessivel

Quanto a opção Selecionar suportes permite criar linhas divisórias para serem associadas a vigas.

calçada-acessivel

Vamos analisar alguns pontos negativos da ferramenta. O primeiro deles é, não dá para reposicionar ou remover os pontos inseridos. Na verdade você consegue remover sim, porém você remove TODOS! que no caso é o recurso de resetar o piso para a configuração original dele, com a ferramenta Redefinir forma.

calçada-acessivel

Porém em alguns casos você não quer reiniciar o piso, quer apenas remover um simples ponto, e a ferramenta não oferece isso, então quando for fazer qualquer tipo de “dobra” fala com cuidado e atenção.

Agora que entendemos como funciona a ferramenta, vamos criar a nossa calçada com rampa acessível.

CRIAR CALÇADA ACESSÍVEL NO REVIT

Para um melhor entendimento é importante que você tenha dois pisos, ou a situação real, uma calçada e uma rua, onde possamos trabalhar uma rampa acessível que vença o desnível e ainda respeite as dimensões exigidas pela ABNT. Como exemplo, criei uma calçada e uma rua com 15cm de desnível.

calçada-acessivel

Agora na vista de Planta de piso, precisamos criar alguns planos de referência, para indicar os pontos de “dobra” da nossa calçada. teremos planos verticais para definir as larguras e um plano horizontal para definir a profundidade.

calçada-acessivel

Após criar os planos de referência, selecione a calçada e insira os pontos nos locais onde precisamos que a calçada dobre.

calçada-acessivel

Em seguida, adicione as linhas divisórias para que a calçada dobre corretamente.

calçada-acessivel

No exemplo, eu removi os planos de referência para facilitar a visualização, recomendo que remova eles somente quando finalizar a calçada, pois caso dê algo errado, basta reiniciar e os planos já estarão lá posicionados.

Agora, mude para a vista 3D. Nesta vista, basta selecionar a aresta que deseja rebaixar e inserir o valor, no exemplo, será de -0,15. (que é o valor do desnível a ser vencido.

calçada-acessivel

Pronto! Calçada com rampa acessível criada e atendendo a NBR 9050. Claro que a ferramenta de Edição de forma pode ser empregada em outras diversas situações, isso só irá depender da sua criatividade!

Agora você pode criar calçadas acessíveis e outros formatos exóticos com a ferramenta Edição da forma!

Gostaram? Curtam nossa página! Facebook!

Participem do nosso grupo! Grupo QualifiCAD!

Dúvidas? Comentem

Autor

Luis André

Luis André

Fundador do QualifiCAD, arquiteto, designer de produto, mestre em arquitetura, apaixonado por tecnologia, softwares de arquitetura e maquetes eletrônica. É leitor de quadrinhos e ilustrador nas horas vagas, mas ocupa quase todo tempo produzindo conteúdo para o site. Mas ama fazer isso!

1 Comentários

  1. Carlos Filho
    6 de novembro de 2017 at 11:19 — Responder

    Muito bom, obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *