SKETCHUP & VRAY

Salvar e importar materiais do Vray

Salvar e importar materiais do Vray é algo imprescindível para todo profissional que deseja reaproveitar materiais e configurações para usar em outros projetos. Aprenda agora!

Você está trabalhando em seu projeto e cria aquele material perfeito! A textura ficou bonita, o brilho está impecável e o relevo uma perfeição! E é claro que você quer usar esse material em todos os seus futuros projetos. Mas aí vem a dúvida, como eu faço para salvar esse material para usar em outro projeto?

salvar-e-importar-materiais

Fique tranquilo que o processo é bem simples. Porém precisamos tomar cuidado com o tipo de material, principalmente se ele tiver mapas (texturas). Vamos aprender como fazer!

TIPOS DE MATERIAIS

Quando vamos salvar os materiais que criamos em nosso projeto podemos resumir que temos duas situações:

  • Materiais com apenas configurações
  • Materiais com configurações e mapas

Quando criamos um material no Vray fazemos uma série de ajustes em relação a sua cor, seu brilho, reflexo, transparência e etc. Estes ajustes são apenas configurações, onde ao salvarmos este material as configurações serão reproduzidas no seu outro projeto.

Já quando temos mapas, a situação é um pouco diferente. Além das configurações, o material precisa dos mapas (imagens) para funcionar corretamente e com a ausência destas imagens o seu material não vai funcionar do jeito que você gostaria.

Você não sabe o que são mapas? Leia está publicação e aprenda mais essa!

Mapa, material e textura, qual a diferença?

Bom, entendido este ponto vamos ao que interessa, como salvar os materiais.

SALVAR MATERIAIS DO VRAY (APENAS CONFIGURAÇÕES)

No Sketchup, abra o Asset Editor e na aba Materials, localize o material desejado.

salvar-e-importar-materiais

Neste caso o material é um dourado e não tem nenhum mapa configurado. Para saber se o material tem algum mapa basta olhar na aba lateral se tem algum ícone de mapa em azul.

salvar-e-importar-materiais

Após a conferência, basta clicar com o botão direito e selecionar a opção Save As.

salvar-e-importar-materiais

No navegador, selecione uma pasta de sua preferência e clique em Salvar. Bem simples não? Caso esteja utilizando o Vray 2.0 você deve escolher a opção Save material.

salvar-e-importar-materiais

Se observar na pasta, o material que foi salvo na versão 3.4 tem uma miniatura bem nítida, facilitando a identificação. Observe também que ele ganha a extensão .vrmat.

salvar-e-importar-materiais

Legal, mas qual a diferença para o material com mapas?

Vamos descobrir agora.

SALVAR MATERIAIS DO VRAY (APENAS CONFIGURAÇÕES)

O processo é praticamente o mesmo, localize o material desejado e confira se ele possui algum mapa.

salvar-e-importar-materiais

Identificado que o material possui mapas, clique com o botão direito e seleciona a opção Save As. No navegador escolha uma pasta de sua preferência e salve o material.

salvar-e-importar-materiais

Mas qual a diferença? Fiz o mesmo processo do material sem mapas!

Calma. Vá até a pasta que você salvou o material e de uma olhada. Observe que além do material .vrmat você tem uma pasta e dentro da pasta algumas imagens, ou melhor dizendo, os mapas.

salvar-e-importar-materiais

Quando você for usar este material, é necessário que esta pasta esteja junto, ou seja, se você salvar o material na área de trabalho, a pasta maps deve estar junto do material para que ele funcione corretamente.

Bom, se você estiver usando a versão Vray 2.0, na hora de salvar o material você deve escolher a opção Pack material, desta forma o Vray entenderá que deve salvar os mapas também.

salvar-e-importar-materiais

Com isso resolvemos a questão de salvar o material. Agora vamos para outra parte que nos interessa. Como faço para usar estes materiais salvos.

IMPORTAR MATERIAIS SALVOS DO VRAY

Em seu novo projeto, vá até o Asset Editor e na aba Materials, bem na parte inferior localize o botão Import .vrmat file.

salvar-e-importar-materiais

Basta clicar, localizar a pasta onde salvou o arquivo e clicar em abrir.

salvar-e-importar-materiais

Pronto! material disponível e pronto pra uso! O único cuidado é quanto aos materiais que possuem mapas. O vray vai “memorizar” a localização da pasta na qual você importou o material, por isso esta pasta não pode ser movida ou renomeada. caso faça isso o material pode começar a apresentar erros na renderização.

Então, agora é só aproveitar sua pasta de materiais prontos!

Gostaram? Curtam nossa página! Facebook!

Participem do nosso grupo! Grupo QualifiCAD!

Dúvidas? Comentem!

Autor

Luis André

Luis André

Fundador do QualifiCAD, arquiteto, designer de produto, mestre em arquitetura, apaixonado por tecnologia, softwares de arquitetura e maquetes eletrônica. É leitor de quadrinhos e ilustrador nas horas vagas, mas ocupa quase todo tempo produzindo conteúdo para o site. Mas ama fazer isso!

1 Comentários

  1. Hayden Campos
    23 de agosto de 2017 at 17:52 — Responder

    Bacana, excelente e muito ditático a sua explicação! obrigado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *