REVITARQUITETURA, ESTRUTURA E SISTEMAS

Rampa acessível NBR 9050 revit

Criar uma rampa acessível conforme NBR 9050 no Revit é um processo muito simples, mas nem todo profissional consegue o resultado desejado. Vamos resolver esse problema de uma vez por todas!

Em arquitetura é impossível falar sobre acessibilidade sem consultar a norma NBR9050 – Acessibilidade em edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Nesta norma temos uma parte dedicada a rampas, que é o que precisamos entender antes de sairmos inserindo rampas em nosso projeto.

O QUE É UMA RAMPA?

Que tal começarmos pelo óbvio? Podemos entender que uma rampa é:

“Um plano inclinado que faz a ligação entre dois ambientes que possuem uma diferença de nível.

Já segundo a NBR 9050 temos:

“São consideradas rampas às superfícies de piso com declividade igual ou superior a 5 %.”

Se quisermos fazer uma conexão entre dois ambientes através de uma rampa, não basta apenas criar um plano inclinado, devemos nos preocupar também com o seu correto dimensionamento, onde temos alguns valores importantes:

  • Inclinação (i): valor expresso em porcentagem (%).
  • altura (h): altura do desnível a ser vencido.
  • comprimento (c): comprimento necessário que a rampa deve ter para vencer o desnível.

rampa-acessível

Porém não podemos utilizar qualquer inclinação se quisermos que a rampa seja acessível. Temos limites máximos de inclinação e número máximo de segmentos estabelecidos pela NBR 9050 que disponibiliza uma tabela de referência.

rampa-acessível

Certo mas o que quer dizer cada coluna?

De acordo com o percentual de inclinação escolhido (coluna central) você tem um limite de altura máxima para vencer com um único segmento de rampa (primeira coluna), sendo assim, para vencer uma altura maior é necessário inserir um patamar, que além da função de área de descanso, precisa ter uma dimensão mínima para o giro de uma cadeira de rodas.

Outro aspecto é que de acordo com a altura máxima para vencer o desnível (primeira coluna) você pode ou não ter algum limite máximo de quantidade de segmentos (última coluna).

Certo e como eu configuro isso no Revit?

Vamos aprender isso agora!

CALCULAR RAMPA ACESSÍVEL NBR 9050

A primeira coisa a se fazer no Revit é buscar as informações necessárias para a execução da respectiva rampa, ou seja:

Inclinação (i)altura (h) comprimento (c).

Vamos começar pela altura (h). Você precisa saber qual o desnível a ser vencido, nesse caso em que nível de piso a rampa se inicia e em que nível ela termina. no exemplo criar uma rampa que vença um desnível de 3,00 metros, iniciando no Nível 1 e terminando no Nível 2.

rampa-acessível

Próximo item, a inclinação (i). Conforme a NBR 9050 podemos trabalhar com um valor máximo de 8,33% que nos limita a vencer 1:12. Para quem não entende esta expressão, divida 1 por 12 que você terá o percentual de 8,33, ou seja, a cada 1 metro de comprimento de rampa, você consegue vencer apenas 8,33cm (sim, é muita rampa!).

Para o comprimento (c), precisamos fazer um ajuste no cálculo disponível na NBR 9050, já que o que precisamos descobrir é o valor de comprimento.

rampa-acessível

Com isso sabemos que para saber o comprimento (c) precisamos multiplicar a altura por 100 e dividir pela inclinação escolhida.

rampa-acessível

Legal, agora é só fazer uma super-rampa de 36 metros e ta tudo resolvido!

Calma que ainda temos que observar um item da norma, onde o Desnível máximo de cada segmento de rampa é de 0,80m.

rampa-acessível

Isso quer dizer que assim que sua rampa vencer a altura de 0,80m você deve inserir um patamar de descanso e iniciar um novo patamar.

Mas como vou saber o comprimento de cada segmento de rampa que eu preciso?

Na rampa do exemplo o comprimento total é de 36 metros certo? E com a inclinação de 8,33%, você consegue vencer 8,33cm a cada metro certo? E o desnível máximo é de 0,80, certo? Vamos fazer uma conta simples (não esqueça de deixar os valores com a mesma unidade, no meu caso metros):

0,80 ÷ 0,0833 = 9,60m

Pronto! Cada segmento é de 9,60m. Agora vamos inserir esses dados no Revit.

FERRAMENTA RAMPA

Para acessar a ferramenta rampa no Revit você precisa ir até a aba Arquitetura e no painel Circulação temos a ferramenta Rampa.

rampa-acessível

Ao clicar na ferramente você é imediatamente direcionado para a aba Modificar|Criar croqui da rampa. Apesar dos ícones serem os mesmos da ferramenta escada, a ideia é criar uma rampa mesmo.

rampa-acessível

Mas antes de sair desenhando a rampa, precisamos estabelecer os critérios que acabamos de analisar na norma NBR 9050. Para isso, vá até a janela Propriedades e clique em Editar Tipo.

rampa-acessível

Na janela de Propriedades de Tipo clique em duplicar e de o nome de Rampa NBR 9050 (ou o nome que você preferir) e clique em Ok.

rampa-acessível

Agora que você tem sua própria rampa devemos configurá-la. Para isso isso vá até o campo Cotas. Aqui precisamos fazer alguns ajustes.

rampa-acessível

Temos dois campos para inserir edições:

  • Comprimento da inclinação máxima.
  • Inclinação máxima da rampa (1/x).

No campo Comprimento da inclinação máxima, você deve inserir qual o Desnível máximo de cada comprimento de rampa, que no caso do exemplo, teve como resultado 9,60m.

No campo Inclinação máxima da rampa (1/x), o valor de X é o que consta no campo, no nosso caso temos que inserir Inclinação admissível em cada segmento de rampa, porém o campo não trabalha com percentual, desta forma precisamos colocar o lavor fracionado, que é 1:12.

rampa-acessível

Resumindo bem, temos os campos preenchidos da seguinte forma.

rampa-acessível

Tudo isso de NBR 9050 pra ler e no final são essas duas caixinhas?

Pois é. NBR não costuma ser divertido mas precisamos atender os critérios estabelecidos na norma não só por serem regras, mas para atender a quem vai utilizar esta rampa, o publico com necessidades especiais de acessibilidade.

Dando continuidade clique em Ok. Na aba Modificar|Criar croqui da rampa você tem as opções:

  • Executar: Cria uma rampa atendendo as especificações configuradas nas Propriedades de Tipo.
  • Limite: Permite desenhar os limites de uma rampa personalizada.
  • Espelhos: permite definir o fim da rampa e/ou o inicio/fim dos patamares.

Antes de sair clicando lembre-se que uma rampa acessível deve ter pelo menos 1,20m de largura e o recomendado seja de 1,50m.

rampa-acessível

Para corrigir isso é necessário inserir o valor diretamente nas Propriedades, no campo Largura, dentro da opção Cotas.

rampa-acessível

Agora sim, vamos para a criação. O mais recomendado aqui é a criação com a ferramenta Executar. Confira se a opção executar está ativada e pode iniciar o desenho da sua rampa. Observe que ao clicar em qualquer ponto da tela uma pequena mensagem é exibida logo abaixo do croqui da rampa.

rampa-acessível

“0 de rampa criada inclinada, 36 restante.”

Aqui é exibido o comprimento total necessário para vencer o desnível de 3,00m. Também temos o comprimento total necessário, que é de 36m (percebemos que aqui os valores calculados batem perfeitamente).

Outro aspecto importante é que o lance máximo permitido é de 9,60m, sendo que ao clicar no segundo ponto será criado imediatamente um patamar.

rampa-acessível

Pronto! Rampa criada. Se quiser pode conferir em uma vista de elevação que a rampa se inicia no nível 01 e termina no nível 02.

rampa-acessível

Eu poderia ter simplesmente dados os valores para configurar a rampa? Sim, poderia. Mas a proposta aqui é atender a profissionais, e um profissional quer entender como a ferramenta funciona, o porque de cada valor, como resolver o problema. E olha que peguei leve na NBR 9050, sendo que o recomendado é consultar a norma para esclarecer todas as suas dúvidas.

Espero ter ajudado com mais essa publicação.

Gostaram? Curtam nossa página! Facebook!

Participem do nosso grupo! Grupo QualifiCAD!

Dúvidas? Comentem!

Autor

Luis André

Luis André

LUIS ANDRÉ é Designer Industrial, Arquiteto e Ilustrador nas horas vagas. Graduado em Design Industrial, Arquitetura e Urbanismo e mestrando em BIM (Modelagem da Informação da Construção). Atua como arquiteto na construção civil e também é professor em um Centro de Treinamento Autorizado Autodesk (ATC).
Criou o blog para compartilhar conhecimento e aprimorar iniciantes ou profissionais quanto aos diversos recursos do AutoCAD, REVIT e SKETCHUP.

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *