CRIAR MONTAGEM – REVIT

Criar montagem no Revit permite que você faça a documentação de uma família específica do seu projeto, criando vistas, cortes, perspectivas, tabelas e até mesmo parâmetros! Aprenda a usar essa ferramenta agora!

Na construção civil esta cada vez mais comum a manufatura de diversos componentes de uma edificação, que por um lado agilizam muito o processo construtivo, por outro demandam de desenhos mais detalhados, para que seja possível a correta instalação dos mesmos.

Desta forma se faz necessário a documentação de determinados elementos do seu projeto separadamente, oferecendo um melhor controle e organização da obra. Pensando nisso o Revit disponibiliza a ferramenta Criar montagem.

O QUE É MONTAGEM NO REVIT?

criar-montagem

A ferramenta Criar montagem permite que você selecione um conjunto de elementos do seu projeto em uma única montagem, que é identificada e filtrada de forma independente do restante dos elementos do seu projeto.

A partir de uma montagem, é possível gerar vistas, cortes, listas de peças e até levantamento de material, permitindo um maior controle e organização das informações.

Vou utilizar uma estação de trabalho como exemplo, este modelo abaixo foi baixando do site da Herman Miller.

criar-montagem

Ao observar uma única estação de trabalho, nos parece um conjunto de objetos simples, sem a necessidade de maiores cuidados no gerenciamento de informação.

Porém a quantidade de peças e pequenos componentes envolvidos em uma única estação de trabalho pode ser maior do que você imagina. Observe agora a mesma estação de trabalho explodida.

criar-montagem

Imagino que só de olhar você já pode estar com a cabeça latejando. Não é para menos, você vai precisar deixar todos estes elementos perfeitamente reunidos, posicionados e quantificados, pois um item a mais ou a menos pode gerar um enorme problema.

Agora imagine diversos pavimentos, cheios destas estações de trabalho, onde ainda temos que pensar nas suas variações, estação esquerda/direita, estação central e de canto, estações duplas, etc.

Possivelmente a primeira coisa que passa pela cabeça é usar a ferramenta agrupar, que pode resolver o problema da “bagunça” em um primeiro momento, mas não vai permitir um gerenciamento de dados mais preciso.

Não conhece a ferramenta agrupar? Vou deixar um link logo abaixo onde explico este recurso em detalhes:

CRIAR GRUPOS NO REVIT

Outro benefício da ferramenta Criar montagem é a flexibilidade para se trabalhar com diferentes fluxos de trabalho. Onde o mais simples consiste em planejar a montagem de um simples conjunto de elementos ou um fluxo mais elaborado, onde os conjuntos se repetem em diversos lugares do mesmo projeto.

Para um melhor entendimento vou apresentar um fluxo de trabalho para um pequeno conjunto de estações de trabalho, onde é possível explorar todo o pacote de ferramentas.

CRIAR MONTAGEM NO REVIT

Antes de criar uma montagem é importante que você tenha um objetivo muito bem desenhado. Que informações você precisa? O que será organizado? Desta forma vou pegar um conjunto com seis estações de trabalho, que precisam ser organizadas de forma independente.

criar-montagem

A primeira coisa é entender o padrão de repetição das montagem que vamos criar, vou fazer um esquema colorido para um melhor entendimento.

criar-montagem

Esse conjunto de estações de trabalho tem quatro situações que podem ser organizados em montagens, no caso dois padrões de estações de trabalho (uma vez que são opções espelhadas) e dois tipos de paredes.

Um outro cuidado importante é que, dependendo dos elementos que serão organizados dentro de uma montagem, é preferível que a seleção seja realizada em uma vista 3D, para evitar que algum elemento que esteja acima do plano de corte não seja selecionado.

Para isso, basta usar o cubo de visualização (acima, à direita) e clicar na face Superior.

criar-montagem

Agora que definimos como serão as montagens podemos acessar a ferramenta Criar montagem, que está disponível na aba Modificar, dentro do painel Criar.

criar-montagem

Para criar uma montagem temos duas formas. Deixar os elementos que farão parte da montagem previamente selecionados e clicar em Criar montagem, ou clicar em Criar montagem e selecionar os elementos.

criar-montagem

Vou fazer da forma tradicional, clicando na ferramenta Criar Montagem, onde será exibida uma janela com algumas opções.

criar-montagem

Na janela editar montagem não há muito o que explicar, uma vez que podemos adicionar ou remover elementos a montagem e concluir ou cancelar a montagem. Clique em adicionar para selecionar os elementos que farão parte da montagem.

Conforme os elementos são adicionados a montagem eles passam a ser exibidos em “verde transparente”. Você pode selecionar os objetos um por um ou fazer uma seleção pegando todos os itens.

criar-montagem

Ao finalizar a seleção, clique em Concluir. Será exibida a janela Nova montagem.

criar-montagem

No campo Nome do tipo, definimos o nome da montagem, já o campo Categoria podemos escolher a categoria correspondente aos elementos que foram selecionados. No meu caso tenho duas opções, Mobiliário e Sistema de mobiliário.

criar-montagem

Mas qual a diferença entre Mobiliário e Sistema de mobiliário?

Basicamente, a categoria Mobiliário é utilizada para itens diversos de mobiliário, como uma mesa, uma cadeira, bancada, etc. Já o Sistema de mobiliário é pensado para “cubículos de escritório”, que contam com uma vasta quantidade de peças para a montagem de uma única estação de trabalho.

Mas essas categorias não tem impacto na funcionalidade da sua montagem, a ideia aqui é que mobiliário variado e estações de trabalho sejam trabalhadas como elementos distintos, facilitando a organização do seu projeto.

No meu exemplo vou selecionar Sistema de mobiliário e nomear este conjunto como Estação 02.

criar-montagem

A partir de agora, no Navegador de projeto, temos uma nova seção chamada de Montagens. Todas as montagens do seu projeto serão exibidas ali.

criar-montagem

Ao selecionar a montagem no projeto, todos os elementos que fazem parte da montagem passam a ser entendidos como um único objeto, onde também será exibida a aba Modificar | Montagens, com algumas opções.

criar-montagem

Vamos conhecer as opções disponíveis:

  • Editar montagem – permite permite que a montagem selecionada seja “aberta”, para incluir ou remover novos elementos.
  • Desmontagem – desfaz a montagem, que caso seja uma única montagem, será removida do navegador de projetos também.
  • Criar vistas – permite gerar vistas, cortes, elevações, e tabelas dos elementos que fazem parte da montagem selecionada.
  • Adquirir vistas – altera a instância da montagem à qual as vistas de montagem estão associadas (vou explicar melhor esta opção mais a frente).

Mas e se eu precisar criar outras montagens “iguais”?

No caso das estações de trabalho, temos estações idênticas, o que não faria sentido criar novas montagens de um mesmo padrão. Se você tentar fazer isso, vai observar que o nome fica bloqueado, exibindo o nome da montagem que contém os mesmos elementos e mesma localização.

criar-montagem

Isso é excelente, pois o Revit impede que montagens idênticas sejam criadas. Porém, olhe o que acontece se eu apenas girar a cadeira, fazendo com que a estação fique diferente da anterior.

criar-montagem

O que percebemos aqui é que a mais sútil mudança faz com que o Revit identifique a estação como algo totalmente novo, onde corremos o risco de ter montagens muito parecidas.

A minha sugestão é que ao invés de correr este risco, faça cópias da primeira montagem, evitando assim que estações idênticas sejam criadas. Quando fizer uma cópia, será exibido um alerta.

criar-montagem

Basicamente o alerta avisa que esta cópia terá o mesmo nome, ou seja, é apenas uma instância da original. Ainda faz confusão para diferenciar Tipo e instância? Vou deixar um link onde explico a diferença entre eles.

REVIT – FAMÍLIA, TIPO E INSTÂNCIA

Mesmo sendo uma instância, tome cuidado, por que alterações realizadas em qualquer uma das instâncias de montagem, não é replicada mas demais, na verdade transforma a instância que você editou em um novo tipo de montagem.

Por exemplo, se eu selecionar uma das montagens e na aba Modificar | Montagens clicar em Editar montagem, eu posso fazer alterações na montagem atual.

criar-montagem

Então vou remover a cadeira da atual montagem ao clicar em Concluir, será exibida uma mensagem informando que a montagem atual foi transformada em uma nova montagem e renomeada automaticamente.

criar-montagem

Vou desfazer este processo, e criar as demais montagens. Ao finalizar, no Navegador de projetos, temos listadas todas as montagens criadas até o momento.

criar-montagem

Um recurso interessante aqui no navegador de projetos é a possibilidade de selecionar todas as instâncias de montagem do projeto, para isso basta clicar com o botão direito sobre a montagem desejada e selecionar a opção Selecionar todas as instâncias e em seguida, Visível na vista.

criar-montagem

Particularmente recomendo que faça isso após finalizar a criação das instâncias, permitindo fazer um pente fino, para conferir se não ficou algo de fora.

criar-montagem

MONTAGEM – CRIAR VISTAS

A partir do momento em que você criou a montagem (ou montagens), já é possível criar as vistas, para isso basta selecionar a montagem desejada e na aba Modificar | Montagens e clicar em Criar vistas.

criar-montagem

Será exibida a janela Criar vistas de montagem, onde temos o nosso “playground particular”, pois o restante do projeto é ignorado e toda informação disponível aqui é exclusiva da montagem selecionada.

criar-montagem

Logo no início temos o campo Escala da vista, onde definimos qual será a escala aplicada a todas as vistas da montagem. Por padrão, ao selecionar a escala a mesma é aplicada a todas as vistas que forem criadas.

criar-montagem

Em seguida temos o campo Vistas para Criar, onde podemos escolher dentro de uma lista não apenas vistas, mas também listas de peças ou levantamento de materiais.

criar-montagem

Temos um pacote completo contendo vistas, cortes, ortogonal 3D (vista isométrica), além algumas tabelas. Vamos entender os tipos de vista disponíveis.

ELEVAÇÕES

O primeiro “pacote” de tipos de vista são as projeções ortogonais, onde temos Elevações superior, inferior, esquerda, direita, frontal e posterior.

criar-montagem

Todas estas vistas seguem o princípio das projeções ortogonais, onde um mesmo objeto é representado de forma perpendicular a um plano, tanto é que uma dúvida comum é a diferença da vista Elevação do topo e a Plano.

A representação da Elevação do topo obedece o sistema de projeções ortogonais, onde é representada uma visualização olhando de cima para baixo.

Já a representação do plano considera o plano de corte (1,50m em relação ao nível do piso), onde elementos acima do plano de corte não são exibidos como os armários superiores da estação de trabalho.

criar-montagem

CORTES

Além das elevações, temos dois cortes disponíveis (longitudinal e transversal), que são gerados automaticamente, bem ao centro da montagem, sendo comum a localização dos cortes não ser a mais eficiente.

criar-montagem

O recomendado é que os cortes sejam reposicionados, permitindo um melhor entendimento da montagem.

criar-montagem

ORTOGONAL 3D

A vista ortogonal 3D é a clássica perspectiva isométrica, muito útil para um melhor entendimento da montagem.

criar-montagem

LISTA DE PEÇAS

Como o nome já diz, cria uma lista de peças contendo todos os elementos presentes na montagem, identificando categoria, Família e tipo e quantidade.

criar-montagem

Assim como em qualquer tabela, você pode fazer alterações, incluindo colunas, reordenando itens e qualquer outro ajuste necessário. Lembrando que esta tabela irá listar exclusivamente os itens que fazem parte da montagem.

LEVANTAMENTO DO MATERIAL

Outra opção interessante é a possibilidade de listar os materiais, que obviamente depende do contexto, afinal os materiais de uma estação de trabalho podem não ser tão relevantes, mas se pensar em fundações ou outros elementos podem ser uma importante informação.

criar-montagem

OUTRAS TABELAS

De acordo com os elementos que fazem parte da montagem, outras tabelas podem ser disponibilizadas. Na montagem que criei tenho: Tabela de sistema de mobiliário e Tabela de mobiliário.

Tabela de sistema de mobiliário contempla todos os elementos para a construção da estação de trabalho, já tabela de mobiliário contempla apenas a cadeira. Basicamente o que temos aqui é uma versão da tabela Lista de peças, porém separada por categoria.

criar-montagem

No exemplo das estações de trabalho, foram analisadas as categorias de elementos, neste caso, temos sistema de mobiliário (todos elementos que compõem a estação de trabalho), e mobiliário (apenas uma cadeira), que foram listados separadamente.

Se houvessem outras categorias, novas listas seriam criadas. Então cabe a você decidir qual lista é relevante e incluir no seu projeto.

MODELO DE VISTA

Na etapa de criação das vistas de montagem é possível atribuir um modelo de vista personalizado para cada vista escolhida.

criar-montagem

Modelos de vista são padrões gráficos de exibição da vista, que podem ser previamente configurados, de forma que com um único clique ele seja aplicado a uma vista, economizando um tempo valioso.

criar-montagem

Se você ainda não sabe como criar modelos de vista, vou deixar um link logo abaixo apresentando a ferramenta em detalhes.

CRIAR MODELOS DE VISTA – REVIT

A última coluna, Atribuir, controla se o Modelo de vista selecionado está ou não atribuído a vista.

criar-montagem

ADQUIRIR VISTAS

Como vimos anteriormente, podemos ter múltiplas montagens com o mesmo nome, que nada mais são do que instâncias da mesma montagem. Não há nenhuma limitação neste sentido.

Porém quando criamos vistas, todas as vistas estão associadas a uma única instância, de forma que se esta instância em específico for excluída, todas as vistas são removidas junto com ela, independente de ainda existirem outras instâncias no projeto.

Sim, é meio confuso mas vou exemplificar para um melhor entendimento. No layout das estações de trabalho, a montagem de Estação 01, tem outras duas instâncias, porém as vistas de montagem foram associadas montagem no canto inferior direito.

criar-montagem

Ao tentar excluir esta montagem, será exibida uma mensagem informando que ao excluir esta montagem, todas as vistas serão excluídas junto com ela, independente de existirem outras instâncias desta mesma montagem no projeto.

criar-montagem

Para resolver isso temos o botão adquirir vistas, que permite que as vistas que foram associadas a uma montagem sejam atribuídas a outra montagem. Para isso selecione a montagem que vai “receber” as vistas e na aba Modificar | Montagens e clicar em Adquirir vistas.

criar-montagem

Pronto! Simples, assim, agora as vistas foram passadas para outra instância de montagem, de forma que a montagem anterior pode ser excluída.

criar-montagem

Lembrando que não necessariamente você precisa excluir, também há a opção de Desmontar a montagem.

CONCLUSÃO

Trabalhar com montagem no Revit oferece um controle refinado de um conjunto específico de elementos do seu projeto, permitindo a criação de vistas, cortes, listas e tabelas, tudo isso identificado e filtrado de forma independente em relação ao restante do seu projeto.

Tem alguma dúvida sobre como criar montagem ou alguma outra sugestão? 
Compartilhe sua dúvida, ela pode virar uma publicação exclusiva!

Gostou? Assine nossa Newsletter e seja avisado por e-mail quando saírem novas publicações!

Curtam nossa página! Facebook! E não esqueça de fazer uma avaliação da página!

Participem do nosso grupo! Grupo QualifiCAD

Dúvidas? Comentem!

EXPLICAR O SÍMBOLO DE VISTA “LINHA DE CORTE DIFERENTE” EM OUTRA PUBLICAÇÃO.

Deixe um comentário