REVITDESENHO E EDIÇÃOMASSA E TERRENO

GUIA BÁSICO – COORDENADAS NO REVIT

O guia básico de coordenadas no Revit apresenta os principais conceitos por trás deste pacote de ferramentas, onde mesmo profissionais experientes sofrem para entender. Aprenda de uma vez como trabalhar com coordenadas!

Mesmo sabendo da importância do sistema de coordenadas em um projeto, você sempre arruma uma desculpa para se “esquivar” desse tema. Não é para menos, o assunto é complexo, e dependendo da abordagem, pode ser bem chato. Então vamos entender alguns fundamentos antes de nos aprofundarmos no assunto.

Não tem como falar sobre coordenadas sem entrar em alguns termos técnicos, então vou começar explicando algumas coisas para que você não fique completamente perdido no decorrer da publicação.

LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO

Um levantamento topográfico é a descrição de um lugar, determina contornos e dimensões de uma porção limitada da superfície da terra. Um levantamento topográfico convencional não leva em consideração a curvatura da terra, sendo assim esta porção de terra é considerada “plana”.

sistema-de-coordenadas-revit-34A

Este processo consiste em localizar e mapear todas as características da superfície de um terreno, obtendo todas as informações tridimensionais do solo, podendo incluir também elementos naturais, como árvores, grandes rochas, ou mesmo características artificiais, como edifícios, muros, ruas, calçadas, etc.

O marco de referência de um levantamento topográfico é arbitrário, isto é, não tem referência com o mundo real, uma vez que o objetivo é o levantamento de dados primitivos (altimetria e planimetria).

LEVANTAMENTO GEODÉSICO

A Geodésia é a ciência que estuda a forma e a dimensão da terra, tendo dois campos de atuação: o cientifico, que estuda a forma e dimensões da terra e o prático, que disponibiliza uma série de informações de apoio aos trabalhos topográficos, cartográficos e de engenharia.

Um levantamento geodésico leva em consideração a curvatura da terra, que proporcionam o estabelecimento de pontos (marcos) sobre a superfície terrestre, separados por uma grande distância entre eles, cujas coordenadas, geodésicas ou coordenadas planas são disponibilizadas publicamente.

Já as coordenadas geográficas (globais) são um sistema de linhas imaginárias, traçadas sobre o globo terrestre. Isso nos possibilita localizar qualquer posição ou lugar na superfície da Terra. Suas coordenadas são expressas em latitude e longitude.

sistema-de-coordenadas-revit-17

A combinação da latitude e longitude estabelece uma estrutura em “grade”, por meio da qual posições exatas podem ser determinadas com referência ao meridiano primário (eixo vertical) e a linha do equador (eixo horizontal).

sistema-de-coordenadas-revit-35

Por exemplo, um ponto descrito como 39° N (Norte) e 77° W (Oeste) esta localizado a 39° do norte do Equador e 77° a oeste do meridiano de Greenwich (primário).

sistema-de-coordenadas-revit-18

PLANO CARTESIANO

A função do plano cartesiano é determinar a localização de um objeto a partir de um ponto de referência. Para isso são empregadas duas retas perpendiculares, sendo uma na horizontal (eixo X) e outra na vertical (eixo Y), formando quadrantes a 90°.

sistema-de-coordenadas-revit

A partir do momento que inserimos dimensões nestes eixos (X e Y) temos um esquema reticulado, onde podemos determinar pontos dentro deste espaço. Estes pontos são chamados de coordenadas.

A localização destas coordenadas se da pela sua distância em relação aos eixo X (coordenada horizontal) e eixo Y (coordenada vertical). A intersecção entre os eixos X e Y chamamos de coordenada absoluta (coordenada zero).

Mas e a altura? Eu estou trabalhando em 3D!

No plano cartesiano, o eixo Z está apontado para o observador, então temos um plano cartesiano tridimensional, que nos oferece identificar a localização precisa de qualquer elemento em um ambiente 3D.

sistema-de-coordenadas-revit-03A

Com isso temos além das coordenadas X e Y temos a coordenada Z, que nos permite identificar em que altura o objeto esta localizado.

SISTEMA UTM – UNIVERSAL TRANSVERSA DE MERCATOR

Trata-se de um sistema de coordenadas cartesianas bidimensional, oferecendo localizações na superfície da terra. Este sistema é diferente do tradicional longitude latitude.

sistema-de-coordenadas-revit-83

No sistema UTM a terra é dividida em sessenta zonas, baseado na projeção cilíndrica transversa, perpendicular ao eixo de rotação da terra, já no sistema longitude latitude o eixo é vertical.

sistema-de-coordenadas-revit-84

É possível converter coordenadas de longitude/latitude podem ser convertidos em UTM e vice-versa.

NORTE VERDADEIRO

Para nos localizarmos no globo terrestre utilizamos os pontos cardeais, que servem para a orientação geográfica e estão separados entre si por ângulos de 90°, ilustrados abaixo pela rosa dos ventos.

sistema-de-coordenadas-revit-36

Com o seu auxílio podemos determinar o rumo dos ventos, o percurso do sol no decorrer das estações do ano e também nossa localização em mapas e cartas.

sistema-de-coordenadas-revit-37

Quando falamos de norte verdadeiro estamos considerando o norte geográfico (para cima), e a partir dele temos a localização dos demais pontos cardeais.

E o que é o tal de azimute?

Azimute é o valor em graus contado a partir do Norte, seguindo o sentido horário, variando de zero a 360 graus. Isso é uma localização “plana”, ou seja, é expressa no chão, então para determinar a localização do sol na vertical o valor é expresso como altura.

sistema-de-coordenadas-revit-38

Com isso temos as informações mínimas para trabalhar com o correto posicionamento do seu projeto, então vamos ver como estas informações são trabalhadas dentro do Revit.

POSICIONAMENTO NO REVIT

Quando iniciamos um novo projeto dentro do Revit a impressão que temos é que há um espaço infinito para se desenvolver o projeto.

sistema-de-coordenadas-revit-39A

Mas o Revit nos oferece uma série de recursos para definirmos o contexto de posicionamento do nosso projeto, sendo:

  1. Ponto de Levantamento topográfico: orienta o projeto a um sistema de coordenadas.
  2. Ponto base do projeto: estabelece um ponto de referência dentro do projeto.
  3. Localização geográfica: especifica a localização real do seu modelo no mundo.
  4. Norte verdadeiro: permite determinar a posição do norte geográfico em relação ao projeto.
  5. Norte do projeto: define o eixo predominante da geometria da construção.

sistema-de-coordenadas-revit-40

Certo, mas como inserir essas informações no meu projeto?

Para isso é preciso que você conheça os sistemas de coordenadas do Revit e como inserir informações externas de levantamento topográfico ou geográfico,

Para isso precisamos entender como inserir informações topográficas e geográficas dentro do Revit, e temos dois recursos importantes para isso: Ponto base do projeto e Ponto de pesquisa.

PONTO BASE DO PROJETO (COORDENADAS DO PROJETO)

O ponto base do projeto, define a origem do sistema de coordenadas do projeto atual, ou seja, todos os elementos tem sua localização baseada em uma distância X, Y e Z em relação com o ponto de base do projeto. Considere que ele indica o centro do plano cartesiano do projeto atual, ou seja a coordenada 0,0,0.

No Revit, o ponto base do projeto é representado por um ícone circular, conforme a imagem abaixo:

sistema-de-coordenadas-revit-20A

Legal, mas onde eu encontro esse ícone?

Por padrão ele só é visível na vista terreno, nas demais vistas ele está desabilitado. Para visualizar o ponto de pesquisa em qualquer outra vista você deve primeiro acessar a vista desejada e na aba Vista, dentro do painel Gráficos, clicar em Visibilidade/Gráficos (ou digitar o atalho VG).

sistema-de-coordenadas-revit-22

Na janela Visibilidade/Sobreposição de gráficos localize a opção Terreno, clique no “+” para expandir as opções e ative a opção Ponto base do projeto.

sistema-de-coordenadas-revit-29

Pronto! Agora é possível visualizar o ícone do Ponto base do projeto no centro da tela.

sistema-de-coordenadas-revit-42

Selecione o ponto base do projeto para visualizarmos suas informações.

sistema-de-coordenadas-revit-30

Essas mesmas informações que estão sendo exibidas ao selecionar o ícone do ponto de pesquisa também estão disponíveis na aba de Propriedades.

sistema-de-coordenadas-revit-31

Em um arquivo novo, todos os valores vão estar zerados, pois ainda não sofreram alterações. Mas antes de fazer qualquer alteração é importante entender o que quer dizer cada uma destas opções.

  • N/S – Coordenadas Norte e Sul (correspondem ao eixo Y do plano cartesiano).
  • L/O – Coordenadas Leste e Oeste (correspondem ao eixo X do plano cartesiano).
  • Elev – Coordenadas de altura (correspondem ao eixo Z do plano cartesiano).
  • Ângulo para norte verdadeiro (corresponde ao ângulo entre o norte verdadeiro e o norte do projeto).

E não menos importante temos o Clipe.

sistema-de-coordenadas-revit-32

É importantíssimo tomar muito cuidado aqui, porque alterar os valores do ponto de pesquisa com o “clipe ativado” ou “clipe desativado” alteram totalmente o resultado.

sistema-de-coordenadas-revit-33

IMPORTANTE: A partir da versão 2020.2 o clipe foi removido, ou seja, o ponto de base vem por padrão desativado.

PONTO DE PESQUISA (LEVANTAMENTO GEOGRÁFICO)

O ponto de pesquisa, ou melhor dizendo, ponto de levantamento geográfico, oferece um contexto do seu projeto com o mundo real. Ele permite relacionar o nosso projeto aos dados de coordenada normalmente fornecidos por meio da vinculação de um arquivo externo.

Isso permite posicionar o seu projeto baseado em um ponto conhecido do mundo físico, como um marcador, obtido em um levantamento topográfico. Esse marcador é um simples prego ou uma pequena chapa metálica fixada ao chão, representando o ponto de partida para todas as informações topográficas do seu terreno.

sistema-de-coordenadas-revit-26

A sua localização no projeto é geralmente relativa ao terreno em si, permitindo assim efetuar a locação da obra, que nada mais é do que a transferência dos elementos do projeto da sua edificação para o terreno onde será executada a sua edificação.

Com o ponto de pesquisa também é possível criar um sistema de coordenadas compartilhadas, processo recomendado para projetos que utilizam múltiplos arquivos vinculados (explicarei em detalhes em outra publicação).

No Revit, o ponto de pesquisa é representado por um ícone triangular, conforme a imagem abaixo:

sistema-de-coordenadas-revit-19A

Esse ícone esta oculto também?

Sim, por padrão ele também só é visível na vista terreno. Para visualizar, primeiro acesse a vista desejada e na aba Vista, dentro do painel Gráficos, clicar em Visibilidade/Gráficos (ou digitar o atalho VG).

sistema-de-coordenadas-revit-22

Na janela Visibilidade/Sobreposição de gráficos localize a opção Terreno, clique no “+” para expandir as opções e ative a opção Ponto de pesquisa.

sistema-de-coordenadas-revit-23

Pronto! Agora é possível visualizar o ícone do Ponto de pesquisa no centro da tela.

sistema-de-coordenadas-revit-43

Selecione o ponto de pesquisa, para visualizarmos suas informações.

sistema-de-coordenadas-revit-24

Essas mesmas informações que estão sendo exibidas ao selecionar o ícone do ponto de pesquisa também estão disponíveis na aba de Propriedades.

sistema-de-coordenadas-revit-25

Em um arquivo novo, todos os valores vão estar zerados, pois ainda não sofreram alterações. Mas antes de fazer qualquer alteração é importante entender o que quer dizer cada uma destas opções.

  • N/S – Coordenadas Norte e Sul (correspondem ao eixo Y do plano cartesiano).
  • L/O – Coordenadas Leste e Oeste (correspondem ao eixo X do plano cartesiano).
  • Elev – Coordenadas de altura (correspondem ao eixo Z do plano cartesiano).

E não menos importante temos o Clipe.

sistema-de-coordenadas-revit-27

Também é importantíssimo tomar muito cuidado aqui, porque alterar os valores do ponto de pesquisa com o “clipe ativado” ou “clipe desativado” alteram totalmente o resultado.

sistema-de-coordenadas-revit-28

 

ORIGEM INTERNA (COORDENADA INTERNA)

Além do ponto base do projeto e do ponto de pesquisa temos um ponto “extra” que chamamos de origem interna. Este ponto acaba sendo bem confuso, pois ele não tem um ícone para representá-lo em versões anteriores a versão 2020.2.

Mas como você sabe que ele existe então?

Vou usar uma imagem onde o ponto base do projeto e o ponto de pesquisa estão deslocados.

sistema-de-coordenadas-revit-16

O Ponto base do projeto foi deslocado 3 metros no eixo N/S, já o ponto de pesquisa foi deslocado 3 metros em relação ao eixo L/O. Mas se os pontos estão mostrando o valor que foram deslocados, isso quer dizer que eles foram deslocados 3 metros em relação a alguma coisa. Essa “coisa” é a Origem interna.

A partir da versão do Revit 2020.2 o ponto de pesquisa passou a ter uma representação gráfica. Para exibir o ponto de pesquisa vá até aaba Vista, dentro do painel Gráficos, clicar em Visibilidade/Gráficos (ou digitar o atalho VG).

sistema-de-coordenadas-revit-22

Na janela Visibilidade/Sobreposição de gráficos, localize a opção Terreno e marque o campo Internal Origin.

sistema-de-coordenadas-revit-64

Agora já é possível visualizar o ponto de origem na área de trabalho. Lembrando que este processo só afeta a vista selecionada, se quiser que a Origem interna seja exibida em outras vistas você deve repetir o processo acima.

sistema-de-coordenadas-revit-63

Mas e nas versões mais antigas?

Como não há um simbolo você pode criar dois planos de referencia, claro que antes de mover os pontos base do projeto e ponto de pesquisa.

sistema-de-coordenadas-revit-65

Se você zerar os valores do Ponto de pesquisa, ele retorna para a origem interna. O mesmo processo pode ser realizado com o Ponto base do projeto, onde também é possível clicar com o botão direito e selecionar a opção Mover para origem interna.

sistema-de-coordenadas-revit-66

Isso faz com que o Ponto base do projeto volte para a coordenada 0,0,0.

Mas para o que serve essa origem interna?

Independente do caso da origem interna ter um ícone ou não, a origem interna não pode ser movida. Sua função é apresentar a origem do arquivo, por exemplo, em situações em que importamos ou exportamos um arquivo selecionando a opção Origem para Origem.

sistema-de-coordenadas-revit-67

ALTERANDO O PONTO BASE DO PROJETO

Para entendermos a aplicação da ferramenta ponto base do projeto, vamos utilizar o prédio do MASP (Museu Arte de São Paulo Assis Chateaubriand). Abaixo uma imagem do google maps apresentando a sua localização.

sistema-de-coordenadas-revit-44

Em um levantamento topográfico simples, todas as edificações do entorno são ignoradas, pois o que interessa é o terreno e a localização da edificação dentro deste terreno.

sistema-de-coordenadas-revit-45

Não há uma regra para determinar o ponto base do projeto, mas é interessante escolher um local estratégico, pois ele vai definir as coordenadas do projeto (o ponto 0,0,0 de um plano cartesiano associado ao projeto).

Fiz uma versão simplificada do terreno do MASP em uma área retangular, com uma linha de divisa representando a área do terreno.

sistema-de-coordenadas-revit-46A

Como este desenho esta centralizado dentro da área de trabalho do Revit o ponto base do projeto esta localizado no centro. Isso indica que o a coordenada 0,0,0 esta bem no centro do desenho. Este é o centro do plano cartesiano do arquivo.

Todas as dimensões da edificação são colocadas com base neste ponto. Ao exibir a localização do edifício do MASP percebemos que a localização atual não é a mais eficiente.

sistema-de-coordenadas-revit-47

O ideal seria que o ponto base do projeto fosse reposicionado para um local mais estratégico, de preferência que não sofra alterações no decorrer do projeto, como por exemplo uma quina da edificação ou um eixo. Para reposicionar o ponto de base do projeto você deve primeiro selecioná-lo.

sistema-de-coordenadas-revit-48

Um detalhe importante. Se você estiver usando uma versão do Revit 2020.2 ou posterior o clipe não irá aparecer (o Revit irá considerar que o clipe esta desativado), logo basta mover o ponto de base do projeto para a localização desejada. Se você estiver usando uma versão em que o clipe aparece, você deve clicar sobre ele para “desclipar” antes de movê-lo, ou o projeto irá andar junto do ponto de base.

sistema-de-coordenadas-revit-49

Mas e se eu esquecer de desclipar?

Se fizer isso todos os elementos do projeto serão movidos junto com o ponto base do projeto, o que não é o objetivo. Observe o resultado logo abaixo.

sistema-de-coordenadas-revit-50

Ao finalizar não se esqueça de ativar o clipe novamente. Você também pode fixar (colocar alfinete), garantindo que o ponto base não vá ser movido por acidente.

sistema-de-coordenadas-revit-56

Ao realizar o processo corretamente os valores do ponto base do projeto foram alterados e estão indicando a sua nova localização em relação ao ponto de origem do projeto.

O que representam esses valores de coordenada?

Os valores agora expressos no ponto de base do projeto representam a distância da sua posição atual em relação a coordenada do Internal origin do seu arquivo.

sistema-de-coordenadas-revit-51

Para conferir sua coordenada, podemos ir até a aba anotar, painel Cota, clique na ferramenta Coordenada do ponto.

sistema-de-coordenadas-revit-52

Antes inserir uma coordenada do ponto no arquivo, é importante você acessar o painel Propriedades clique em Editar tipo.

sistema-de-coordenadas-revit-53

Na janela Editar tipo localize o campo Origem da coordenada.

sistema-de-coordenadas-revit-54

O campo Origem da coordenada permite definir como as coordenadas do ponto serão exibidas, observe que temos três opções.

sistema-de-coordenadas-revit-55

Por padrão ele vem configurado como Ponto de pesquisa, mas no nosso caso podemos mudar para Ponto base do projeto. Clique em Ok para finalizar.

Se você clicar sobre o ponto base do projeto será exibida sua coordenada, que é (N 0.00/E 0.00). Como eu coloquei a coordenada na quina da edificação, se eu inserir uma nova coordenada do ponto na quina posterior temos o valor (N 30.25/E 0.00), percebemos então que essa lateral da edificação tem 30.25m.

sistema-de-coordenadas-revit-57

Vou duplicar a família de coordenada do ponto e alterar o campo Origem da coordenada para Ponto de pesquisa. Vou inserir duas cotas de coordenada nos mesmos locais e ver a diferença.

sistema-de-coordenadas-revit-58

Os valores expressos não acrescentam nenhum tipo de informação ao meu projeto, são valores irrelevantes.

Vamos entender os benefícios. Imagine que você deseja conferir se os pilares da sua obra, verificar se estão alocados corretamente. Se sua obra tem um ponto de base do projeto definido é possível a partir dele identificar as coordenadas dos demais pilares com facilidade e precisão, proporcionando uma medição muito menos “sofrida”.

INSERINDO O NORTE VERDADEIRO

Um outro detalhe a ser observado é o norte verdadeiro. Perceba que segundo o google maps a implantação do MASP é diferente do que eu representei.

sistema-de-coordenadas-revit-59

No google maps, temos o norte verdadeiro orientado para cima. Eu até poderia representar o edifício do MASP da mesma maneira, mas concordam que a posição que eu deixei é muito mais confortável para desenhar? Sendo assim temos dois “nortes”, o norte verdadeiro (geográfico, conforme o google maps) e o norte do projeto (orientado para cima em relação ao meu desenho).

Vou ter que girar o meu projeto então?

Não precisa. No Revit nós podemos trabalhar com os “dois nortes”. Podemos deixar o norte verdadeiro na vista Terreno e nas demais vistas do projeto deixamos como norte do projeto.

Para corrigir o norte na vista do terreno você deve saber a posição correta do norte verdadeiro. No caso do MASP, esta a 45°, logo, basta selecionar o ponto base do projeto e inserir o valor de 45°.O valor pode ser inserido diretamente no ponto base do projeto ou na janela de Propriedades.

sistema-de-coordenadas-revit-60

Ei, eu alterei e não aconteceu nada!

Isso acontece porque a vista esta configurada para exibir o norte do projeto, para exibir o norte verdadeiro você deve ir na janela Propriedades e no campo Orientação, alterar para Norte verdadeiro.

sistema-de-coordenadas-revit-61

Com o norte verdadeiro configurado no arquivo, independente de você usar o norte do projeto ou verdadeiro na vista, informações como luminosidade natural, ventos e outros dados serão corretamente representados e calculados.

ALTERANDO O PONTO DE PESQUISA

Diferente do ponto base do projeto, o ponto de pesquisa nos oferece uma relação do nosso projeto ao restante do mundo, ou seja, se continuarmos com o MASP como exemplo, agora os edifícios ao redor e a sua correta localização em relação ao globo terrestre é considerada.

sistema-de-coordenadas-revit-61

O levantamento geodésico geralmente vem de um arquivo do AutoCAD ou AutoCAD Civil 3D, baseadas em latitudes e longitudes, sendo assim, precisamos de um referencial real em relação ao sistema geográfico global, no caso o WCS (Word Coordinate System) do AutoCAD.

Levando em consideração que a coordenada 0,0,0 passa a ser o encontro do meridiano de Greenwich e a linha do equador, ou seja, no meio do nada, qualquer localização que você insira com coordenadas geográficas ficará muito longe da coordenada 0,0,0.

sistema-de-coordenadas-revit-62

Com auxílio do Google Earth identifiquei a localização geográfica de um ponto do MASP.

sistema-de-coordenadas-revit-68A

Voltando ao Revit, ao exibir o Ponto de pesquisa percebemos que ele está centralizado em relação ao projeto.

sistema-de-coordenadas-revit-69

A primeira coisa aqui é movê-lo para a mesma localização da coordenada obtida no Google Earth.

sistema-de-coordenadas-revit-70

Agora vou clicar no Clipe e deixar o Ponto de pesquisa desclipado.

sistema-de-coordenadas-revit-71

Desclipando o Ponto de pesquisa, vamos até a aba Gerenciar e no painel Localização do projeto clicamos em Especificar coordenadas do ponto.

sistema-de-coordenadas-revit-72

Como o nome da ferramenta já diz, você vai precisar clicar no ponto que deseja especificar as coordenadas, que no nosso caso é o Ponto de pesquisa. Tome cuidado para clicar exatamente no centro dele.

sistema-de-coordenadas-revit-73

Após clicar no ponto de pesquisa a janela Especificar coordenadas compartilhadas será exibida.

sistema-de-coordenadas-revit-74

Aqui você deve inserir os valores desejados, no meu caso, vou inserir os valores obtidos no Google Earth.

sistema-de-coordenadas-revit-75A

Em seguida basta clicar em Ok.

sistema-de-coordenadas-revit-76

Pronto! Coordenadas inseridas.

Certo, mas como vou saber se funcionou mesmo?

Uma opção é exportar o seu projeto de Revit para o AutoCAD. Para isso vamos até a aba Arquivo e na opção Formatos CAD escolhemos DWG.

sistema-de-coordenadas-revit-77

Na janela Exportar DWG clique nos “3 pontinhos”.

sistema-de-coordenadas-revit-78

Na janela Modificar as configurações de exportação DWG/DXF você deve ir até a aba Coordenadas e Unidades e marcar a opção Compartilhado.

sistema-de-coordenadas-revit-79

Isso faz com que ambos arquivos compartilhem as mesmas informações de coordenadas. Pode clicar em Ok e depois em Avançar. Agora é só escolher a pasta na qual deseja salvar o seu arquivo.

sistema-de-coordenadas-revit-80

Ao abrir o arquivo no AutoCAD observe que tanto a localização como a posição do norte verdadeiro estará ativada.

sistema-de-coordenadas-revit-81

No AutoCAD vou usar a ferramenta Ordinate e clicar na mesma localização em que eu coloquei o Ponto de pesquisa para identificar as coordenadas.

sistema-de-coordenadas-revit-82

Observe que os valores são exatamente as coordenadas obtidas no Google Earth.

CONCLUSÃO

Na verdade isso esta mais para um início! Entenda que as ferramentas e processos apresentados aqui são uma introdução, visando apresentar os pontos principais e seus fundamentos.

Mas mesmo assim ficou uma publicação grande. Espero que seja de grande ajuda a todos profissionais, principalmente os iniciantes.

Gostaria de agradecer ao Max da MPS Topografia pela ajuda, principalmente nos fundamentos de topografia!

Gostou? Assine nossa Newsletter e seja avisado por e-mail quando saírem novas publicações!

Gostaram? Curtam nossa página! Facebook! E não esqueça de fazer uma avaliação da página!

Participem do nosso grupo! Grupo QualifiCAD

Dúvidas? Comentem!

Autor

Luis André

Luis André

Fundador do QualifiCAD, arquiteto, designer de produto, mestre em arquitetura, apaixonado por tecnologia, softwares de arquitetura e maquetes eletrônica. É leitor de quadrinhos e ilustrador nas horas vagas, mas ocupa quase todo tempo produzindo conteúdo para o site. Mas ama fazer isso!

5 Comentários

  1. Miguelius
    10 de fevereiro de 2020 at 09:54 — Responder

    EXCELENTE documento !!!

    Muchas gracias !!!

    Varios temas que publicas, los traduzco al español y los guardo, porque son temas importantes para el aprendizaje de REVIT…, y para la enseñanza, que es también mi rubro.

    Saludos cordiales desde Bolivia.

    • 14 de fevereiro de 2020 at 09:34 — Responder

      Olá Miguelius,

      Muito obrigado! Fico feliz de ajudar.

      Um abraço!

  2. Klenio
    11 de fevereiro de 2020 at 23:20 — Responder

    Melhor explicação que já vi sobre o assunto! Obrigado!

    • 12 de fevereiro de 2020 at 19:59 — Responder

      Olá Klênio,

      Vindo de você, é uma honra, obrigado!. Parabéns pelo seu trabalho!

      Um abraço!

  3. Diego Ferreira
    12 de fevereiro de 2020 at 20:46 — Responder

    Parabéns! Excelente! Simples e objetivo. Foi a melhor explicação que eu já vi sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *