TEMPLATE DE FAMÍLIAS NO REVIT

Template de famílias são um universo a parte dentro do Revit, onde muitos profissionais têm certo receio de explorar, devido a grande quantidade de opções disponíveis. Se você ainda fica perdido nesse mar de possibilidades, esta publicação foi feita para você! Aprenda agora!

Ao iniciar o Revit, na tela inicial temos acesso ao campo Modelos (Templates), onde podemos definir um arquivo base padrão para iniciar o desenvolvimento de um projeto ou a criação de uma família.

templates-de-famílias

Quando selecionamos a opção de um novo modelo de projeto, temos acesso a alguns arquivos de modelo, que são arquivos direcionados ao tipo de projeto que vamos desenvolver.

templates-de-famílias

Porém, quando selecionamos a opção de modelo de Família, a quantidade de opções chega a ser assustadora! São muitas opções!

templates-de-famílias

Mas por que tantas opções? Para entender isso precisamos conceituar alguns pontos importantes.

TIPOS DE FAMÍLIAS NO REVIT

No Revit praticamente tudo pode ser entendido como uma família. Desde paredes, portas, mobiliários, pisos, indo até a cotas, folhas e anotações.

Já fiz uma outra publicação detalhando quais são os diferentes tipos de famílias, se quiser saber mais clique no link abaixo:

REVIT – O QUE SÃO FAMÍLIAS

Mas para termos um contexto geral, podemos classificar as famílias em três diferentes tipos:

  • Famílias do sistema;
  • Famílias no local;
  • Famílias carregáveis;

As famílias de sistema são predefinidas pelo Revit, não sendo possível criá-las do zero, de forma que quando precisamos de novas famílias, devemos duplicá-las e personalizar os parâmetros exisitentes.

As famílias no local são criadas diretamente no projeto, sendo utilizadas em situações bem específicas, não sendo possível reaproveitar o objeto em outro projeto.

Já famílias carregáveis podem ser carregadas a partir de arquivos externos e criadas do zero, oferecendo grande liberdade de personalização, sendo possível incluir ou criar parâmetros conforme a sua necessidade.

Aquela lista gigantesca com diferentes tipos de templates, são arquivos de famílias carregáveis, que para conseguir oferecer toda essa “liberdade criativa”, precisam oferecer as ferramentas necessárias para atender uma grande variedade de tipos de família.

TIPOS DE TEMPLATES DE FAMÍLIAS

templates-de-famílias

Um Template de família é um arquivo que conta com configurações, parâmetros de sistema e planos de referência previamente configurados já pensando no tipo de família que será desenvolvida, permitindo uma maior velocidade e fluidez do trabalho.

Muitas vezes uma sutil diferença já é suficiente para melhorar o seu fluxo de trabalho, por exemplo, nos modelos de famílias para criação de janelas, as vistas de elevação são nomeadas como Interior, Exterior, Esquerda e Direita, ao invés das elevações Norte, Sul, Leste e Oeste.

Também é comum que as famílias incluam elementos de referência a criação da família, como planos de referência para definir a origem, dimensões comuns ou até mesmo alguma geometria para servir de base.

FAMÍLIAS HOSPEDADAS

templates-de-famílias

Todas famílias no Revit simulam o comportamento de um objeto real, sendo comum a necessidade de que alguns tipos de famílias sejam “hospedadas”.

Mas o que isso quer dizer?

Uma família com base hospedada (host-based-family), não pode ser inserida em qualquer lugar do projeto, ela necessita de um hospedeiro. Por exemplo, uma porta ou janela só pode ser inserida em uma parede.

De acordo com o tipo de família, temos diferentes padrões de base para a sua criação, por exemplo:

  • Base no forro;
  • Base no piso;
  • Base no telhado;
  • Base em parede;
  • Base na face;
  • Base na linha;

As famílias com base no forro, piso, telhado e parede, são famílias hospedeiras, de forma que quando são removidas do projeto, todos os elementos hospedados também serão removidos.

templates-de-famílias

TIPOS DE HOSPEDAGEM

Templates de famílias com base em telhado, forro, piso e parede, não permitem a troca de hospedeiro, por exemplo, uma janela não pode ser hospedada em um piso, assim como uma claraboia não pode ser hospedada em uma parede.

Famílias hospedadas na face, oferecem uma maior liberdade, onde basta selecionar a face desejada para inserir a família.

templates-de-famílias

Famílias hospedadas em um elemento fixo (telhado, forro, piso e parede) assim como as hospedadas na face, permitem incluir aberturas, onde ao inserir a família, por exemplo uma luminária de embutir em um forro, ele gera uma abertura automaticamente.

templates-de-famílias

Famílias com base em linha são famílias que usam um sistema de colocação de “dois cliques”, sendo um recurso muito interessante para criar, por exemplo, rodapés.

templates-de-famílias

Famílias adaptativas são uma opção mais “flexível”, geralmente utilizadas quando a família tem que se adaptar a geometrias complexas.

templates-de-famílias

QUAL TEMPLATE DE FAMÍLIA USAR?

Escolher qual template usar para criar uma família pode parecer complicado em um primeiro momento, mas na verdade não é, basta ter em mente, qual o objetivo dessa família. Mas para facilitar o seu entendimento, agrupei as principais famílias de acordo com a aplicação.

Tenha em mente que vou apresentar a funcionalidade do template de família e não necessariamente o seu nome, de forma que em alguns casos temos mais de um tipo de template para uma determinada necessidade de projeto.

TEMPLATES DE FAMÍLIAS 2D

Famílias 2D podem ser consideradas uma categoria específica, onde temos os templates de família: Item de detalhe, Perfil, Anotação e Bloco de título.

templates-de-famílias

TEMPLATES DE FAMÍLIAS 3D ESPECÍFICAS

Algumas famílias 3D tem uma funcionalidade específica, de modo que existem templates de família específicos, onde temos: Balaústre, Framing estrutural, Treliça estrutural, Vergalhão e Baseado em padrão.

templates-de-famílias

TEMPLATES DE FAMÍLIAS HOSPEDADAS

As famílias hospedadas, contam com templates específicos, como vimos anteriormente, que são: Baseado em parede, teto, piso, telhado e face.

templates-de-famílias

TEMPLATE DE FAMÍLIAS NÃO HOSPEDADAS

Famílias que não necessitam ser hospedadas em um elemento específico oferecem grande liberdade, de forma que são geralmente associadas a um plano de trabalho ou a um nível.

Para estes casos tempos os templates: Baseado em linha, Independente (baseado em nível), Adaptativo e Baseado em dois níveis (coluna).

templates-de-famílias

É importante observar que não precisamos nos limitar ao modelo padrão da categoria que estamos trabalhando. Por exemplo, você pode começar com uma família que seja hospedada em uma face e depois alterar sua propriedade para a categoria correta.

ALTERAR CATEGORIA DA FAMÍLIA

Para alterar uma categoria de uma família você deve estar com o arquivo da família aberto, ir até a aba Criar e no painel Propriedades clicar em Categoria e parâmetros de família.

templates-de-famílias

Na janela Categoria e parâmetros de família temos o campo Categoria da família, onde na teoria basta selecionar a categoria desejada e clicar em Ok.

templates-de-famílias

Como assim “na teoria”?

Exatamente isso, na teoria. Na prática depende do template selecionado e da categoria desejada, pois obviamente cada categoria tem certas “exigências” que se o template que você está usando ou o que você modelou não atenderem, será exibida uma mensagem de erro.

templates-de-famílias

Não apenas isso. Lembre-se que ao criar uma família você deve ter um objetivo em mente e dependendo do template o resultado pode não ser o que você gostaria ou o Revit pode não “entender a sua ideia” e não dar o resultado desejado.

INTERFACE DE TEMPLATES DE FAMÍLIAS 2D

Ao selecionar um template de família 2D, somos direcionados a uma nova área de trabalho, onde nos é apresentada a aba Criar.

templates-de-famílias

Obviamente não será possível explicar em detalhes como cada ferramenta funciona, mas vou fazer uma breve apresentação dos principais recursos presentes nesta aba de ferramentas.

PROPRIEDADES

templates-de-famílias

No painel Propriedades temos campos destinados as configurações gerais da família 2D. Observe que o campo Propriedades de tipo está desativado, uma vez que sua função é exibir as propriedades do tipo de família ao qual o elemento selecionado pertence.

  • Categoria e parâmetros de família – permite definir qual a categoria da família e escolher alguns parâmetros básicos que podem ser ativados de acordo com a necessidade;
  • Propriedades – Exibe ou oculta o painel de propriedades;
  • Tipos de famílias – permite editar ou criar novos parâmetros, além de criar mais de um tipo para a mesma família.

DETALHES

templates-de-famílias

O painel Detalhe oferece um leque de ferramentas 2D para que você possa desenhar a sua família, onde muitos dos recursos oferecidos lembram o ambiente de desenho do AutoCAD.

No site você encontra algumas publicações explicando como usar boa parte destes recursos, vou compartilhar alguns links abaixo:

PAINEL DESENHAR

REGIÃO DE MÁSCARA

REGIÃO PREENCHIDA

COTA

templates-de-famílias

Talvez um dos mais simples e objetivos, o painel Cotas permite inserir uma série de dimensões na sua família, mas não menospreze este painel, afinal as cotas são o principal recurso para inserir parâmetros relativos a dimensão da sua família.

Também fiz algumas publicações sobre a ferramenta cotas, basta clicar nos links abaixo:

DIMENSÕES NO REVIT – PARTE I

DIMENSÕES NO REVIT – PARTE II

DIMENSÕES NO REVIT – PARTE III

TEXTO

templates-de-famílias

O painel texto permite inserir anotações de texto na sua família, que podem ser classificadas em dois tipos: Texto e legenda.

  • Um Texto é uma anotação comum fixa, isto é, não pode ser alterado a menos que você edite a família.
  • Uma Legenda funciona como uma etiqueta, que de acordo com o tipo de família, é preenchido automaticamente, exibindo uma determinada informação da família a qual foi anexada.

DADOS

templates-de-famílias

O painel Dados oferece uma única opção, a criação de uma Linha de referência, que nada mais é do que uma linha que auxilia na rotação de uma geometria.

PLANO DE TRABALHO

templates-de-famílias

O painel Plano de trabalho permite alterar o plano de trabalho e tornar o plano de trabalho visível. Se quiser saber mais sobre como usar o Plano de trabalho acesse uma publicação que fiz clicando no link abaixo:

PLANO DE TRABALHO – REVIT

EDITOR DE FAMÍLIA

templates-de-famílias

A função do painel Editor de família é enviar a família criada para um projeto a sua escolha. Você pode simplesmente enviar (Carregar no projeto) ou enviar e fechar o arquivo da família (Carregar no projeto e Fechar).

INTERFACE DE TEMPLATE DE FAMÍLIAS 3D

Ao selecionar um template de família 3D, também somos direcionados a uma nova área de trabalho, onde temos a aba Criar.

Diferente dos templates de família 2D, dependendo do tipo de família 3D escolhido, você pode se deparar com diferentes opções de ferramentas.

templates-de-famílias

Vou me concentrar em apresentar a aba que utilizamos para a modelagem da maioria das famílias 3D.

FORMAS

templates-de-famílias

O painel formas apresenta as principais ferramentas de modelagem 3D, onde temos os recursos: Extrusão, Mesclar, Revolver, Varredura e Mescla com varredura.

Eu já apresentei cada uma das ferramentas desta lista, então vou deixar abaixo os links correspondentes:

MODELAGEM BÁSICA – EXTRUSÃO

MODELAGEM BÁSICA – MESCLAGEM

MODELAGEM BÁSICA – REVOLVER

MODELAGEM BÁSICA – VARREDURA

MODELAGEM BÁSICA – MESCLA COM VARREDURA

No Revit, não conseguimos efetuar operações booleanas de uma maneira convencional, que nada mais é do que cortar, furar, unir e subtrair geometrias, então o Revit recorre a opção de Formas de vazio, que nada mais são do que as ferramentas de modelagem apresentadas acima.

A diferença é que estas ferramentas permitem efetuar “subtrações”, por exemplo, um cilindro dentro de um cubo permite fazer um furo redondo na geometria.

MODELO

templates-de-famílias

No painel Modelo temos algumas ferramentas para auxiliar a modelagem 3D, como Linha do modelo, que nada mais é do que uma linha visível no espaço 3D.

O campo componente permite que outra família seja inserida (aninhada) em sua família atual. Também podemos criar aberturas ou inserir textos em 3D.

CONTROLE

templates-de-famílias

O painel Controle oferece recursos para inverter (espelhar) a família, onde temos quatro controles: Vertical (único e duplo) e Horizontal (único e duplo).

CONECTORES

templates-de-famílias

A grande diferença das famílias de arquitetônicas e estruturais das famílias MEP são os conectores, pois eles trazem “inteligência” a sua família.

O aspecto da “inteligência” se refere a possibilidade dos conectores permitem calcular cargas dentro do seu projeto. Conforme os dispositivos e equipamentos são inseridos nos espaços, o Revit acompanha as cargas com base no seu tipo: HVAC, Iluminação, Energia e outros.

De acordo com o tipo de família, podemos recorrer a conectores que se comunicam com cinco diferentes disciplinas. Vamos conhecer cada um deles:

  • Conector elétrico – são utilizados para qualquer tipo de conexão elétrica, incluindo energia, telefone, sistemas de alarme, entre outros.
  • Conector de duto – estão associados a dutos, conexões de dutos e outros elementos que fazem parte dos sistemas de tratamento de ar.
  • Conector de tubulação – são usados para tubulações, conexões de tubos e outros componentes destinados à transmissão de fluidos.
  • Bandeja de conector de cabos – são usados para bandeja de cabos, conexões de bandeja de cabos e outros componentes destinados à fiação.
  • Conector de conduíte – são usados para conduítes, conexões de conduíte e outros componentes destinados à fiação. Um conector de conduíte pode ser um conector individual ou um conector de superfície.

DADOS

templates-de-famílias

O painel dados oferece as principais referências para se criar uma família, no caso a linha de referência que auxilia na rotação de uma geometria e o plano de referência, que podemos chamar de “esqueleto da família”.

PARAMETRIZAÇÃO

Não há como falar sobre famílias no Revit sem falar de parametrização. Nos templates de famílias 3D temos recursos destinados a parametrização da família, sendo fundamental entender quais são e como podem ser utilizados para que a família a ser criada atenda as necessidades do seu projeto.

Em um primeiro momento o conceito de parametrização pode parecer uma verdadeira ciência, mas com um pouco de treino você consegue criar suas próprias famílias. Inclusive, fiz uma publicação que vai lhe ajudar nesse primeiro importante passo.

CRIAÇÃO DE FAMÍLIAS – FUNDAMENTOS

Além das ferramentas do painel Criar, temos uma série de outros importantes recursos que devem ser compreendidos, então vamos conhecer cada um deles.

PLANO DE REFERÊNCIA

Os planos de referência são a estrutura da família, ou como dito anteriormente, o “esqueleto” da família. Com os planos de referência você pode controlar o comportamento dos elementos da sua família.

Se quiser saber em detalhes como funcionam os planos de referência, fiz uma publicação completa sobre o tema, basta clicar no link abaixo:

PLANOS DE REFERÊNCIA

templates-de-famílias

DIMENSÕES

templates-de-famílias

Não apenas pela precisão, as dimensões são um importante elemento de controle. As cotas permitem equalizar as medidas, isto é, manter várias cotas com a mesma medida, ou mesmo bloquear as cotas, evitando deformações indesejadas na sua família.

CATEGORIA E PARÂMETROS DA FAMÍLIA

templates-de-famílias

Ao atribuir uma família a uma categoria, você tem acesso a parâmetros exclusivos da respectiva família. Por exemplo, ao definir uma família na categoria Luminárias, é possível determinar que a família fique sempre na vertical.

Recomento que sempre inicie o desenvolvimento da sua família selecionando a categoria, para um melhor controle das funcionalidades da família.

TIPO DE FAMÍLIA

templates-de-famílias

Tipos de famílias é um recurso que permite a criação de diferentes tipos da mesma família. Por exemplo, ao criar uma porta é possível criar uma lista desta mesma porta com diferentes larguras, onde cada tipo irá oferecer a mesma porta, porém com uma largura predefinida.

PARÂMETROS

Parâmetros são as informações básicas que controlam o tamanho, material e localização de um componente no espaço 3D. Temos basicamente três tipos de parâmetros: Sistema, Família e Compartilhado.

  • Parâmetros de sistema – são definidos pelo próprio Revit, que não podemos alterar sua função, apenas fornecer valores diferentes. Os parâmetros de sistema variam de acordo com o tipo de família, por exemplo: Paredes (restrição superior/inferior), pisos (espessura), janela (Largura), etc.
  • Parâmetros de família – Os parâmetros de família podem ser considerados o nosso “playground”, uma vez que temos a liberdade de decidir quais serão os parâmetros que a família terá.
  • Parâmetros compartilhados – permitem compartilhar uma mesma informação com diferentes famílias. Estes parâmetros são armazenados externamente, dentro de um arquivo .TXT.

Os parâmetros também podem ser classificados como de Tipo ou instância, fator que tem grande impacto no seu projeto, conforme os dados contidos na família são alterados.

Se quiser saber mais sobre a diferença de Tipo e Instância, acesse a publicação que fiz explicando o assunto, clicando no link abaixo:

REVIT – FAMÍLIA, TIPO E INSTÂNCIA

FÓRMULAS

templates-de-famílias

As fórmulas permitem que você crie parâmetros que dependem de outros parâmetros para chegar ao valor desejado. Podem ser tanto fórmulas simples como cálculos sofisticados. Um bom exemplo seria pensar na largura de uma janela ser resultado do valor da altura em dobro.

Mas também temos as fórmulas condicionais, que dependem de um estado ou de outros parâmetros. Elas permitem que você declare “SE” algo é verdade, “ENTÃO” criar uma condição específica.

Lembrando que este recurso torna a família mais complexa, devendo ser usado somente quando for extremamente necessário.

CONFIGURAÇÕES DE VISIBILIDADE DA FAMÍLIA

templates-de-famílias

É possível determinar em qual vista a família é exibida ou quais detalhes da família serão exibidos de acordo com o nível de detalhe da família.

Um bom exemplo é uma porta, que em uma elevação é exibida fechada e em planta é exibida aberta ou ainda podemos controlar para que sua maçaneta não seja exibida em níveis de detalhe baixo.

CUIDADOS IMPORTANTES

Dar um nome para uma família, que teoricamente parece a etapa mais simples do processo pode ser a mais delicada!

Como assim?

O nome da família, além de descrever de forma clara o que é este objeto, uma vez que ele será exibido em diversos lugares como no seletor de tipo, no navegador de projeto e inclusive em tabelas de quantitativos.

Além do template de família adequado, você deve considerar uma série de pontos importantes, se a família precisará de vários tamanhos, como ela será exibida em diferentes vistas ou mesmo se precisará de um hospedeiro.

Determinar o nível de detalhe da família também é crucial, uma vez que famílias muito detalhadas geralmente ficam muito pesadas e podem prejudicar o desempenho do arquivo em computadores menos potentes.

No geral, recomendo que faça uma lista com todas as informações que a família deve conter, tanto elementos gráficos como não-gráficos (nome do fabricante, valor, etc).

Testar, testar e testar. Você precisa testar todos os parâmetros inseridos na família. Criou um parâmetro de comprimento? Teste com o dobro do tamanho e depois com metade do tamanho total, exagere como valores altos e baixos.

Quando temos múltiplos parâmetros um pode afetar o outro então é importante realizar o máximo de testes possível.

CONCLUSÃO

O universo de templates de famílias é vasto porém não é complexo, mas demanda de certo estudo e dedicação para se obter resultados mais elaborados.

A publicação ficou longa e provavelmente você vai precisar ler mais de uma vez para assimilar todas as nuances, porém acredito que auxiliará nos seus primeiros passos na direção desse universo pouco explorados pela maioria dos profissionais.

Tem alguma dúvida no processo trabalho com templates de famílias ou alguma outra sugestão? Compartilhe sua dúvida, ela pode virar uma publicação exclusiva!

Gostou? Assine nossa Newsletter e seja avisado por e-mail quando saírem novas publicações!

Curtam nossa página! Facebook! E não esqueça de fazer uma avaliação da página!

Participem do nosso grupo! Grupo QualifiCAD

Dúvidas? Comentem!

1 comentário em “TEMPLATE DE FAMÍLIAS NO REVIT”

  1. Poderia fazer uma série só de como trabalhar com IFC no revit, importar exportar, linkar, coordenar e como preparado arquivo rvt para isto. Da muito assunto e ė algo que poucas pessoas conseguem fazer corretamente 😊👍

    Responder

Deixe um comentário