AutoCAD 2022 chegou!

AutoCAD 2022 chegou! Confira as principais novidades desta versão e as impressões que tive! Aprenda agora!

AUTOCAD 2022

Outra versão? Será que ainda tem mercado para o AutoCAD? Calma, clique nos links abaixo para conferir o que temos de novo!

AUTOCAD 2021! CONHEÇA AS NOVIDADES!

AUTOCAD 2020! CONHEÇA AS NOVIDADES!

AUTOCAD 2019! CONHEÇA AS NOVIDADES!

AUTOCAD 2018! CONHEÇA AS NOVIDADES!

AUTOCAD 2017! CONHEÇA AS NOVIDADES!

Por mais tradicional que o AutoCAD seja, melhorias sempre são muito bem vindas, então vamos conhecer o que o AutoCAD 2022 tem a nos oferecer.

ABA START

ABA START

Temos um novo layout da aba Start, que eu particularmente achei mais interessante. Não é nada revolucionário, mas ficou mais organizada e de fácil leitura.

São três colunas, sendo a coluna Start é onde você seleciona pode criar um novo arquivo, selecionar um template ou escolher o que será exibido na coluna central.

aba start

A coluna central exibe os arquivos recentes, mas você pode habilitar para exibir o Autodesk Docs (nuvem da Autodesk) ou o campo Learning com links e dicas e links para vídeos.

Agora o ponto negativo, não há a possibilidade de controlar o tamanho da miniatura, sendo que de acordo com a resolução do seu monitor pode acontecer isso:

ARQUIVOS RECENTES

Pra pessoas que tem toque isso é um pesadelo! rs! Outra coisa que ficou muito ruim, a qualidade das miniaturas. A imagem fica extremamente borrada.

miniatura

E sabe o que é engraçado? Quando você para o cursor do mouse sobre uma das abas de arquivos abertos as miniaturas ali são bem melhores.

aba arquivo

Já a terceira coluna, a Annoucements, funciona como um “mural de recados” com dicas e novidades que a Autodesk disponibiliza. Esta coluna pode ser ocultada, expandindo o espaço da coluna de arquivos recentes.

avisos

Sinceramente, gostei bastante do novo visual da aba start, mas o problema da toamanho e qualidade das miniaturas me incomodou muito.

SHARE – COMPARTILHAR ARQUIVOS

Com a ferramenta Share é possível compartilhar arquivos em um navegador ou o aplicativo para celular AutoCAD.

Claro que fica muito mais fácil de entender quando fazemos um teste, então vou mostrar como fiz. Usei um arquivo de uma casa como exemplo.

planta casa

Para compartilhar um arquivo basta ir até o menu de acesso rápido (canto superior esquerdo) e clicar em Share Drawing.

autocad-2022

Na janela Share a link to this drawing podemos escolher se o projeto será compartilhado apenas para visualização (View Only) ou se poderá ser editado (Edit and save as copy).

share drawing

Lembrando que o arquivo é compartilhado como uma cópia, não é o arquivo original, então é necessário ter atenção quanto a isso para evitar arquivos em duplicidade.

Vou selecionar a opção para o arquivo ser editável, clicar em Copy Link (Copiar link) e vou abrir um navegador de internet. Um parênteses aqui é que apenas o google Chrome conseguiu abrir o link.

Será solicitado que você faça um login na sua conta da Autodesk, para ter acesso ao AutoCAD web, que está gratuito tanto para estudantes como profissionais.

autodesk web

Após efetuar o login, uma janela de carregamento será exibida mostrando todas as etapas do processo, basta aguardar o carregamento total do arquivo.

carregamento de arquivo

Com o arquivo carregado você já pode visualizar a interface do AutoCAD web. Me lembrou bastante o AutoCAD para Mac.

autocad web

Acho que o primeiro choque é o fato de tudo estar em português! Mas calma, basta ir até o canto superior direito e clicar na engrenagem.

preferências

Na janela Configurações vá em preferências e clique no Idioma inglês.

idioma

Será necessário atualizar o navegador para que o idioma seja carregado, mas depois disso já fica mais fácil se localizar.

inglês

Não vá pensando que você terá acesso ao oceano de ferramentas que o AutoCAD disponibiliza, afinal estamos em um navegador de internet, mas temos o mínimo necessário.

Fiz algumas alterações no desenho, colocando nuvem de revisão e hachuras (sim, tive essa audácia). Apanhei um pouco pra conseguir customizar algumas coisas, mas da para ser virar super bem, gostei.

autocad web

Observe que estou com arquivos de nomes idênticos, porém o último esta salvo em um diretório diferente.

duplicidade

O fluxo de trabalho ideal aqui é utilizar o Autodesk Docs, para que os arquivos estejam em um mesmo lugar, evitando a duplicidade de arquivos.

TRACES

O Trace é uma proposta de trabalho colaborativo no AutoCAD, onde você pode inserir alterações, comentários e outras informações, porém o arquivo original não é alterado.

Imagine que essas alterações são como um “papel vegetal” que você colocou sobre o projeto e fez algumas observações, onde o autor do projeto tem acesso a essas informações e pode tomar providencias quanto a elas.

Ainda no mesmo arquivo no AutoCAD web, na lateral esquerda podemos acessar a ferramenta Traces.

traces

Ao clicar na opção New Trace a tela vai ficar com um efeito acinzentado, como se efetivamente tivéssemos colocado um papel vegetal sobre o desenho.

autocad-2022

Agora basta fazer as anotações que você deseja. Vou inserir algumas para testar. Lembrando que ao finalizar é necessário clicar no check, que fica bem no meio da tela, na parte superior.

check

Agora a aba Traces terá um Trace com sua foto, nome e horário.

trace

Vou salvar o arquivo e abrir ele diretamente no AutoCAD, clicando em Open in Desktop.

open desktop

Ao abrir o arquivo no AutoCAD é necessário ir até a aba Collaborate e no painel Traces clicar em Traces Pallete.

collaborate

Será exibida a janela Traces, onde você pode visualizar a Trace que foi criada no arquivo no navegador de internet.

traces

Selecione a Trace criada que ela imediatamente é exibida na tela.

trace

No topo, bem ao centro da tela temos um mini menu, onde podemos identificar que fez o Trace, controlar se a exibição será a do projeto ou a do Trace, além de finalizar a exibição.

trace

Eu achei um recurso muito bom, porém ele é focado em um fluxo com os arquivos em nuvem, porém no Brasil com a internet instável que temos pode não ser tão interessante assim.

Pelo que testei não vi a possibilidade de fazer o fluxo inverso, que seria criar o Trace no AutoCAD e visualizar no AutoCAD web ou mobile.

Seria interessante fazer este fluxo, por exemplo, com arquivos em uma mesma rede, onde uma pessoa revisa os projetos, insere comentários e documenta essas informações, para um melhor controle.

Como se trata do lançamento do recurso, pode ser que posteriormente ele seja aprimorado.

COUNT

A ferramenta count sofreu uma série de melhorias, ficando muito mais intuitiva e prática. Agora podemos acessá-la pela aba View, painel Palettes e clicando em Count.

count

Agora a ferramenta deixou de ser apenas um comando e ganhou uma janela.

count

Nela são exibidos todos os blocos presentes no projeto, onde podemos identificar o nome e sua respectiva quantidade. Outro detalhe é que temos ícones para blocos tradicionais e blocos dinâmicos, que aparecem com um pequeno “raio” no cantinho.

count

Um outro detalhe são os alertas. Apesar de usarem um mesmo ícone a informação de alerta pode ser diferente. Criei duas situações para testar. Vou começar pelo bloco Janela Comum e clicar no seu alerta.

count

A forma de exibição da janela e da área de trabalho são alteradas e temos algumas informações para analisar.

Na janela são indicadas a quantidade de janelas e elas ficam com um efeito de destaque, porém uma delas está destacada em vermelho. Observe que temos uma explicação no campo Count Error report.

count

A mensagem Exploded block indica que temos uma sobreposição entre o bloco e o uma cópia do mesmo bloco exatamente no mesmo lugar.

Alguns pontos importantes aqui. A ferramenta não detecta blocos explodidos, ela detecta uma sobreposição de um bloco e linhas que fazem o mesmo desenho do bloco.

Outra coisa, ele não faz a “correção”, só identifica o problema, ou seja, você vai ter que ir lá manualmente e corrigir.

Para sair deste modo de exibição você pode clicar no Check na parte superior da tela ou na aba Count clicar em Back to list.

count

Vamos ao segundo alerta, a porta. Observe que no caso da porta temos duas delas em vermelho e no campo Count Error Report temos a mensagem Overlapping object, que nada mais é do que objetos sobrepostos.

count

Aqui temos temos uma sobreposição de blocos, que pode gerar problemas sérios nos quantitativos, então você precisa fazer a correção manualmente também.

Mas é só isso a ferramenta?

Temos mais dois recursos bem interessantes. Um deles é o campo de busca, onde pelo nome do bloco posso identificar a quantidade e a localização dele facilmente.

count

Já o outro recurso é criar uma tabela, clicando no ícone Creates a Table. O mais legal aqui é que eu posso selecionar os blocos que vão fazer parte da tabela, isso eu achei muito prático!

count

Observe que os quantitativos ficam com uma marcação em cinza, que o identifica como um Field.

count

Field são parâmetros dinâmicos, isto é, ao alterar as quantidades os valores são atualizados. Lembrando que eles são atualizados quando você salva o arquivo ou digita o comando Regen.

2022

Particularmente achei uma atualização e tanto na ferramenta, principalmente pelo fato de localizar blocos e alertar sobre erros.

SUPORTE PARA MÚLTIPLOS MONITORES

Agora é possível selecionar sua aba de projeto e arrastar para um segundo monitor ou mesmo deixá-la ocupando toda a tela, o que é uma opção bem interessante.

dois monitores

Para fazer isso basta manter o botão do mouse pressionado sobre a aba do arquivo e arrastar.

dois monitores

Uma boa opção para quem tem dois monitores.

AUTODESK DOCS

Este recurso permite que arquivos sejam compartilhado no Autodesk Docs, que é uma plataforma de trabalho colaborativo da Autodesk.

Na aba Collaborate você pode acessar o painel Autodesk Docs para exibir a janela Push to Autodesk Docs.

autodesk docs

Na janela Push to Autodesk Docs você gerencia os arquivos compartilhados, permitindo adicionar, remover e carregar arquivos.

autodesk docs

Um recurso muito interessante, porém disponível apenas para assinantes, ou seja, se você utiliza a versão Student, não terá acesso a este recurso.

CONCLUSÃO

Apesar de poucas novidades achei melhor do que ferramentas sem sentido, só para fazer volume, coisa que aconteceu em atualizações anteriores.

Achei as novidades interessantes, focando no trabalho colaborativo e melhorias, o que foi muito positivo.

Agora as criticas.

Eu já venho comentando isso a algum tempo, mas acho que essa moda de “versão do ano”, AutoCAD 2021, AutoCAD 2022, etc, já deu o que tinha que dar. Prefiro que os desenvolvedores tenham mais tempo para trabalhar em novos recursos do que este compromisso desnecessário de atualizações anuais.

Outro ponto. O AutoCAD já atende ao que se propõe muito bem. Se você tiver uma versão acima da 2010 já da para trabalhar muitíssimo bem, obrigado. Boa parte das novidades não afeta o dia a dia de projetos de boa parte dos profissionais, são poucos os que realmente fazem uso das novidades.

E outra tecla que bato faz tempo. Melhorar o que já existe. O AutoCAD já esta com a versão “Black” a anos e diversas janelas ainda estão no modo clássico, isso me incomoda bastante.

conclusão

Isso já devia ter sido atualizado a anos. A ferramenta Hatch é outro recurso que ainda não podemos falar “dessa vez está ok”. Ela vive dando problema, travando e até dando o temido Fatal error.

Mesmo assim ainda acho um programa incrível. Tem muita gente que critica mas sem fundamento algum, o AutoCAD é uma ferramenta de desenho e atende ao que se propõem de foram excelente.

Então, seja bem vindo AutoCAD 2022!

Gostou? Assine nossa Newsletter e seja avisado por e-mail quando saírem novas publicações!

Curtam nossa página! Facebook! E não esqueça de fazer uma avaliação da página!

Participem do nosso grupo! Grupo QualifiCAD

Dúvidas? Comentem!

4 comentários em “AutoCAD 2022 chegou!”

  1. Realmente o AutoCAD já deu o que tinha pra dar. A confirmação disso são essas novas versões a cada ano, que de novas não tem é nada, só atualizações superficiais e que não agregam nada de fato para o uso da ferramenta.

    E vc disse tudo: quem usa a partir da versão 2010 não precisa de mais nada. Eu mesmo usei a 2010 por vários anos, me recusando a trocar para as mais novas. Mudei há uns 3 anos atrás.

    Resumo da ópera: não é de hoje que a Autodesk vem deixando bem a desejar nas atualizações dos seus programas, e não é só com o AutoCAD, acontece a mesma coisa com o 3DS Max. Tanto é que eu mudei para o Blender, que está dando de 1000 a 0 no Max.

    Responder
  2. Excelente artigo! A metodologia CAD, está superada. Quanto mais se insistir mais tempo vai se perder. O BIM, já uma realidade, por isso quanto mais rapidamente migrarmos mais colheremos os frutos.
    Eu já trabalho com o Revit desde 2016, um caminho sem volta, sem arrependimentos.

    Responder
  3. A aba Start tem um erro grave: não se pode excluir o atalho para os arquivos que foram apagados, renomeados ou excuídos. Esses atalhos de arquivos em rede tentem a “freiar” o Autocad que fica procurando para atualizar as imagens. Pode-se apagar estes atalhos no Regedit do Windows, mas sempre com cautela, ou usar programas externos ao Autocad para fazer essa “limpeza”. No mais o autocadtem muitas ferramentas e os programas verticais que são muito mais equipados de comandos. Por exemplo o Autocad Architecture, podemos fazer casa em 3d no autocad puro, mas o Architecture é muito melhor para criar e editar paredes.
    Outra coisa que falta é uma linha paramétrica a um circulo, coisa básica que o Autocad Plant 3d tem, para se fazer indicações de materiais.

    Responder
    • Olá Sérgio,

      Realmente tem muita ferramenta simples que poderia ser implementada no AutoCAD e não fazem isso. Em alguns casos recursos antigos são apenas “repaginados” e lançados como novos, é uma triste realidade. eu particularmente acho que a aba Start deveria ser opcional, mas infelizmente não tem como removê-la nas últimas versões.

      Um abraço!

      Responder

Deixe um comentário