PROBLEMAS COMUNSREVITDESENHO E EDIÇÃO

Escadas x Fórmula Blondel x ABNT

Escadas x Fórmula de Blondel x ABNT podem ser o pesadelo de qualquer profissional, que fica perdido ao ter que criar sua própria escada e atender tanto ao cálculo como as normas ABNT. Vamos resolver esse problema!

Quem nunca sentiu vontade de chorar ao calcular uma escada que atire a primeira pedra. Apesar de ser um cálculo simples é preciso ter atenção para que a escada seja corretamente dimensionada, fora que suas dimensões sempre ficam com “números quebrados”, que para pessoas que tem “toque” é um pesadelo!

No Revit temos a Família de Sistema Escada, que permite criar diversas tipologias conforme sua necessidade, onde vamos configurar um novo tipo que atenda tanto a fórmula de Blondel como as normas de segurança e acessibilidade da ABNT.

FÓRMULA DE BLONDEL

Quando você sobe ou desce uma escada você entra no “modo automático” na qual você não precisa ficar raciocinado “primeiro o pé direito, depois o pé esquerdo, agora o pé direito…”. Para que isso aconteça o dimensionamento dos degraus deve ser realizado de forma que exista uma relação de profundidade e altura, que é onde entra a fórmula de Blondel.

Essa fórmula foi desenvolvida por Nicolas François Blondel que nada mais é do que a energia dispendida para subir e descer escadas. Blondel observou que o passo de uma pessoa em marcha normal varia de 63 a 64 cm e ao subir uma escada a pessoa diminui o passo de acordo com a altura do degrau.

escada-blondel-abntescada-blondel-abnt

A conclusão de Blondel foi de que cada vez que o degrau aumenta 1 cm o passo diminui 2 cm, sendo essa a dimensão de uma escada confortável, onde o esforço dispendido para subir uma escada deve ser o mais próximo possível do dispendido para uma caminhada no plano horizontal.

Com isso chegamos ao dimensionamento dos degraus de uma escada onde um espelho (altura do degrau) deve ficar entre 16 e 18 cm e o piso (pisada ou profundidade do degrau) tem que ter no mínimo 25 cm.

escada-blondel-abnt

Para chegar a esse resultado Blondel utilizou o valor da altura de 2 degraus mais o valor da largura de 1 degrau, onde temos a sua famosa fórmula.escada-blondel-abnt

Desta forma temos que duas alturas mais um piso é igual a variação de um passo, que é entre 63 e 64 cm. Mas devemos tomar alguns cuidados ao utilizar esta fórmula, onde antes devemos consultar as normas de acessibilidade.

NBR 9050 ACESSIBILIDADE EM EDIFICAÇÕES

Ao utilizar a fórmula de Blondel deve-se tomar um cuidado importante que é atender as normas de segurança da ABNT. Na norma NBR 9050 Acessibilidade em edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos, somos orientados a utilizar a fórmula de Blondel, porém, não podemos usar qualquer resultado.

Como a fórmula trabalha com um sistema de proporção/conforto o dimensionamento do piso e do espelho pode variar, porém, segundo a norma, só podemos utilizar valores que fiquem dentro do resultado abaixo:

  • O piso (P) deve ter entre 28 e 32 cm.
  • O espelho (E) deve ter entre 16 e 18 cm.

E na norma 9055 a fórmula tem um pequeno ajuste:escada-blondel-abnt

Agora que você compreendeu o critério de dimensionamento dos degraus podemos aplicar estes conceitos dentro do Revit.

FÓRMULA DE BLONDEL E ABNT NO REVIT

No Revit temos a Família de Sistema Escada, onde podemos criar as mais variadas tipologias, porém precisamos que os degraus sejam dimensionados conforme a fórmula de Blondel e a norma ABNT.

Para criar uma escada no Revit basta ir até a aba Arquitetura e no Painel Circulação você terá o botão Escada. Para o exemplo à seguir, usarei a opção Escada por croqui (em outra publicação vamos explicar ambos sistemas).

escada-blondel-abnt

Ao clicar na opção Escada por croqui, observe que já pelo nome da família que aparece, Escada – Espelho máximo de 190 mm à 250 mm, percebemos que estamos bem fora do que precisamos. Por isso, vamos criar a nossa versão corrigida de família de escada, clicando em Editar tipo.

escada-blondel-abnt

Na janela Propriedades de tipo, clique na opção Duplicar.

escada-blondel-abnt

Escolha um novo nome para sua nova família de escada, no exemplo vou nomear como Escada ABNT.

escada-blondel-abnt

Ao clicar em Ok, voltamos a janela Propriedades de Tipo onde precisamos fazer as configurações para que nossa escada seja criada corretamente, para isso, vamos clicar no botão Regras de cálculo.

escada-blondel-abnt

Agora chegamos a parte que interessa, o Calculador de Escadas. Observe que o Calculador de escadas por padrão está desabilitado, você deve ativá-lo marcando a caixa Usar o calculador de escadas para cálculo de inclinação.

escada-blondel-abnt

Outra informação importante já é destacada logo no início da janela alertando que: Os resultados somente são utilizados para a criação de escadas. Eles não modificarão escadas existentes. O que já deixa bem claro que o ideal é configurar o Calculador de escadas logo no início.

escada-blondel-abnt

O campo que nos interessa é o Regra de cálculo para inclinação alvo. Aqui devemos preencher os campos de forma que ao criar uma nova escada o dimensionamento dos degraus atendam a norma ABNT 9050 de Acessibilidade.

Observe que o campo Elevação corresponde ao Espelho, onde devemos multiplicar por 2 e o campo Linear corresponde ao piso, onde devemos multiplicar por 1. Já no campo do resultado devemos inserir o valor de 0,65 que corresponde a um passo, conforme ABNT 9050.

escada-blondel-abnt

Com isso resolvemos a fórmula de Blondel, porém precisamos “calibrar” o resultado, para que fique dentro das dimensões estabelecidas pela ABNT 9050. Para isso os demais campos devem ser preenchidos da seguinte maneira:

  • Resultado máximo para o cálculo de escada = 0.65
  • Resultado mínimo para cálculo de escada = 0.63

O campo Resultado Real para cálculo de escada é preenchido automaticamente em função dos valores dos outros campos.

escada-blondel-abnt

Cuidado que ainda não finalizamos! Observe o campo Valores mínimo/máximo para elevação e profundidade. Temos aqui a seguinte configuração:

  • Altura máxima dos espelhos = 0.19
  • no campo Profundidade mínima dos degraus = 0.25.

A fórmula foi preenchida corretamente porém devemos alterar estes campos, para isso pode clicar em Ok, com isso retornaremos para a janela Propriedades de Tipo. Observe que a categoria Regras de cálculo ainda tem dois campos sendo justamente Profundidade de piso e Altura máxima dos espelhos.

escada-blondel-abnt

No campo Profundidade mínima de piso, conforme a norma ABNT 9050 devemos trabalhar entre 28 e 32 cm, desta forma devemos alterar o valor para 0.28. Já o campo Altura máxima do espelho, conforme a norma ABNT 9050 devemos trabalhar entre 16 e 18 cm, neste caso devemos alterar o valor para 0.18.

escada-blondel-abnt

Pronto! Observe que não foi exibido nenhum sinal de alerta, o que indica que estamos no caminho correto. Vamos fazer alguns testes.

INSERINDO SUA ESCADA NO PROJETO

Ao pressionar Ok na janela Propriedades de tipo, voltamos a área de trabalho onde o menu Modificar|Efetuar croqui de escada está ativado aguardando a criação da nossa escada.

escada-blondel-abnt

Antes de criar a escada, vale um pequeno esclarecimento. Uma escada nada mais é do que uma circulação vertical, permitindo a ligação de planos em níveis diferentes. Desta forma devemos nos atentar a qual a altura a ser vencida. De acordo com a altura, teremos diferentes dimensões dos degraus, porém em todos os casos, os resultados devem ficar dentro da ABNT 9050.

Vamos conferir como as dimensões se comportam para diferentes alturas de escadas. Lembrando que quando for conferir a altura dos degraus utilize a ferramenta Medir entre duas distâncias, que está disponível no menu de acesso rápido ou na aba Modificar, painel Medir.

escada-blondel-abnt

Caso utilize qualquer ferramenta de cota, os valores “quebrados” são arredondados, não sendo possível ver com precisão o resultado.

ALTURA DE ESCADA 2,80

Nesta Altura os degraus foram dimensionado com espelho de 0,175 e piso de 0,30.

 

escada-blondel-abnt

Observe que os valores ficaram dentro do que é estabelecido pela ABNT 9050. O mais interessante é que de acordo com a altura o campo Propriedades sugere uma determinada quantidade de espelhos, neste caso sendo de 16.

escada-blondel-abnt

O importante a se observar é que caso você coloque uma quantidade de espelhos insuficiente, por exemplo 15, receberá um alerta, informando que  o número desejado de espelhos é muito pequeno.

escada-blondel-abnt

Poxa que legal! Então posso ficar despreocupado agora!

Não muito. Se você aumentar a quantidade de degraus para 20, por exemplo, teremos resultados ruins, onde o espelho terá 0,14 e piso terá 0,37.

escada-blondel-abnt

Então não funciona! Está dando erro!

Na verdade cabe uma interpretação aqui. Na ABNT 9050, temos uma tolerância de valores, indo de um valor para outro, onde o espelho deve ter entre 0,16 e 0,18 cm e o piso entre 0,28 e 0,32 cm. Porém no Revit só temos valores mínimos e máximos. Observe que preenchemos os campos com os valores Profundidade mínima de piso 0,28 e Altura máxima de espelho 0,18.

A escada de 20 degraus tem mais de 0,28 e o espelho tem menos de 0,18. Segundo nossa configuração está tudo ok, porém segundo a ABNT 9050 não podemos trabalhar com esses valores.

Certo, mas o que eu faço então?

Sempre confira o resultado. Evite mudar a quantidade de degraus. Dificilmente mudamos a quantidade de degraus, afinal o que importa é conseguir circular de um pavimento para outro certo? Talvez, já que temos o caso da quantidade de degraus ser ímpar e você precisar de uma quantidade par por questão de estética.

Vamos testar outras alturas.

ALTURA DE ESCADA 3,40

Nesta Altura os degraus foram dimensionado com espelho de 0,1789 e piso de 0,2921.

escada-blondel-abnt

Novamente os valores ficaram dentro, porém temos o problema citado anteriormente. Nesta Escada a quantidade de degraus sugerida foi de 19 degraus.

escada-blondel-abnt

Antes mesmo de criar a escada já é possível conferir as dimensões do piso e espelho do degrau, dentro do campo Propriedades, logo abaixo do campo de número de espelhos. Observe o que acontece quando você muda a quantidade de degraus para 21.

escada-blondel-abnt

Já na altura do espelho percebemos que temos problemas. Para uma altura de 3,40 m uma escada de 21 degraus terá seus degraus com 0,3262 de profundidade, o que fica fora da norma ABNT 9050, mesmo que por pouca coisa. Além do que se aumentarmos ainda mais a quantidade de degraus o problema vai se agravando.

Mas o que eu faço então?

A solução é trabalhar com 20 degraus, afinal você inseriu dados para que a escada fosse calculada e o resultado deste cálculo é de 20 degraus. Trabalhar fora da norma não é recomendado e alterar o pé direito irá impactar em vários elementos do seu projeto. Portanto será necessário uma analise com certa cautela.

A publicação ficou grande mas deve resolver o problema de criação de escadas seguindo a norma ABNT 9050 de acessibilidade, permitindo trabalhar com a fórmula de Blondel, criando escadas com dimensões precisas e corretas.

P.S. Revisado conforme sugestão do leitor Antônio Luiz (Obrigado!).

Gostaram? Curtam nossa página! Facebook!

Participem do nosso grupo! Gupo QualifiCAD!

Dúvidas? Comentem!

Autor

Luis André

Luis André

LUIS ANDRÉ é Designer Industrial, Arquiteto e Ilustrador nas horas vagas. Graduado em Design Industrial, Arquitetura e Urbanismo e mestrando em BIM (Modelagem da Informação da Construção). Atua como arquiteto na construção civil e também é professor em um Centro de Treinamento Autorizado Autodesk (ATC).
Criou o blog para compartilhar conhecimento e aprimorar iniciantes ou profissionais quanto aos diversos recursos do AutoCAD, REVIT e SKETCHUP.

11 Comentários

  1. 20 de fevereiro de 2017 at 13:41 — Responder

    Excelente post Luis!!! Como sempre com ótima didática, obrigado por compartilhar seus conhecimentos! Abraço

  2. Roberto Santos
    20 de fevereiro de 2017 at 20:45 — Responder

    O importante é passar a informação da forma mais simples possível! E vc fez isso muito bem! Pra mim, ajudou bastante! Obrigado!

  3. Marcos
    8 de junho de 2017 at 14:03 — Responder

    O post é muito bom, só tem um erro, nessa parte aqui:

    “O piso (P) deve ter entre 28 e 32 cm.
    O espelho (E) deve ter entre 16 e 18 cm.”

    Se o piso tiver 28 e o espelho 16, conforme o texto diz que pode ter, a equação resulta em 60, ficando abaixo do mínimo necessário, que é 63.

    • 9 de junho de 2017 at 08:39 — Responder

      Olá Marcos,

      Realmente, mas acho que vai da interpretação. Na verdade quis dizer que o valor ficará entre esses valores porém pela fórmula. Se pegarmos os valores aleatoriamente, como vc disse não irá bater com a fórmula.

      Um abraço!

  4. Ericson
    20 de junho de 2017 at 19:48 — Responder

    Cara, muito bom seu artigo! Simples e direto.
    Porém, há um erro ao mencionar a norma NBR9050 nesse trecho:
    “E na norma 9055 a fórmula tem um pequeno ajuste:
    63cm 65cm”

    O correto seria:
    “E na norma 9055 a fórmula tem um pequeno ajuste:
    63cm < 2E+P < 65cm"

    Você trocou o segundo sinal de desigualdade..rssr

    Abrass..!

    • 20 de junho de 2017 at 21:27 — Responder

      Olá Ericson,

      Realmente, você está certo. Como é uma imagem vou ter que revisar depois.

      Um abraço!

  5. Robério
    24 de junho de 2017 at 16:16 — Responder

    ola eu preciso fazer uma escada em minha casa possui
    h=300 cm .
    quero uma largura de 80 cm sem patamar.
    l=80 cm
    c=420 cm
    eu não consigo chegar em um calculo preciso entre 63 há 64 vocês podem me ajudar?

    • 24 de junho de 2017 at 22:25 — Responder

      Olá Robério,

      Você está fazendo no Revit ou quer saber como dimensionar para construir em sua casa? Lembre-se que é normal os degraus darem números quebrados, então na obra será necessário arredondar.

      Um abraço!

  6. 8 de outubro de 2017 at 09:11 — Responder

    Olá,
    Estou trabalhando exatamente com a situação de uma altura de 3,40m
    E como você disse:
    “Para uma altura de 3,40 m uma escada de 20 degraus terá seus espelhos com 0,17 de altura”

    Como a Norma 9050 diz que
    O piso deve ter entre 28 e 32 cm.
    O espelho deve ter entre 16 e 18 cm.

    No final do seu post, surge uma incoerência, dizendo que 0,17 fica fora da Norma.. Porém, 17cm está entre 16 e 18. Portando está sim dentro da norma!

    Neste caso de 3,40 de altura fica:
    E= 17cm
    P= 31 cm

    Ambos valores dentro da norma!

    Ou estou ficando louco!?

    • 29 de outubro de 2017 at 15:19 — Responder

      Olá Antônio,

      Realmente você tem razão, fiz a correção. O que quis apresentar com essa situação foi o problema de que conforme a quantidade de degraus aumentar, a escada vai esticando e você sai da norma. Agora no novo exemplo foi feito com 21 degraus, onde a escada ultrapassa a pisada de 32cm.

      Obrigado pelo feedback!

      Um abraço!

  7. Osiris
    6 de dezembro de 2017 at 09:49 — Responder

    Obviamente que todos cálculos aqui mencionados são referenciais.O que acho de suma importância é o fato de termos uma referencia específica advinda de valores apanhados de grande observação com base científica.Assim,tomando como base esses valores,podemos montar nossas escadas dentro das medidas próximas de uma técnica aproximada,muito bom,gostei.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *