AUTOCADDADOSDESENHO E EDIÇÃO

Blocos dinâmicos – Stretch

Blocos dinâmicos são muito mais do que uma versão turbinada dos blocos tradicionais, permitindo o emprego de uma série de funcionalidades que podem agilizar significativamente o seu processo de trabalho. Vou começar com a funcionalidade Stretch! Aprenda agora!

Particularmente eu considero os blocos dinâmicos uma ferramenta antiga, mas para muitos profissionais isso ainda é novidade ou mesmo um mistério o processo de configuração/criação. Outra coisa que costumo ouvir sobre bloco dinâmicos é que eles são complexos de se fazer, fato que não é verdadeiro, afinal depende da quantidade de recursos embutidos no mesmo bloco.

Este é o primeiro de uma série de publicações que vou fazer sobre este recurso, mas vamos entender o que exatamente são esses blocos dinâmicos.

O QUE É UM BLOCO DINÂMICO?

Um bloco dinâmico nada mais é do que um bloco que contêm um ou mais parâmetros de controle/restrição, que permitem controlar sua aparência e comportamento de forma independente dos demais blocos.

Como assim?

Primeiro, vamos entender o que é um bloco. Um bloco é um conjunto de objetos combinados em um único elemento. A partir do momento que um conjunto de objetos e convertido em um bloco, este bloco pode ser inserido quantas vezes forem necessárias no seu projeto, onde o AutoCAD vai considerar que as demais “cópias” deste bloco são clones.

Blocos--dinâmicos

Como assim clones?

Para se fazer alterações em um bloco é necessário entrar no modo de edição, e após finalizar a edição todas as cópias imediatamente sofrem a mesma alteração.

Blocos--dinâmicos-

Esta não é nenhuma novidade para muitos profissionais, porém quando lidamos com blocos dinâmicos, podemos fazer alterações individuais, ou seja, você pode alterar a aparência/comportamento de um bloco de forma que os demais blocos permaneçam como estão, sem alterações.

Por exemplo, eu posso criar um bloco de uma janela que permite que eu possa mudar o comprimento total de forma individual, onde ao invés de se criar vários blocos de janela com comprimentos diferentes, eu crio apenas um único bloco, que pode ter seu comprimento total personalizado. E sabe o que é mais legal? Eu posso quantificar automaticamente essas janelas em uma tabela, organizando por comprimento! Não é genial?

Blocos--dinâmicos

Mas antes de sonhar em quantificar é preciso aprender a criar o bloco dinâmico, então vamos dar um passo de cada vez. Acredito que o primeiro é entender o que são esses parâmetros e como criar um bloco dinâmico.

Para não deixar a publicação muito extensa, vou fazer uma série de publicações onde vou explicar cada um dos parâmetros e ensinar a fazer um ou dois blocos com este mesmo parâmetro. Então vou começar pelo parâmetro Stretch.

PARÂMETRO STRETCH

Um bloco dinâmico nada mais é do que um bloco convencional com um ou mais parâmetros restritivos, ou seja, para criar um bloco dinâmico vou precisar criar primeiro um bloco normal. Como exemplo vou criar um bloco de uma janela.

Blocos--dinâmicos

Caso não saia como criar um bloco o processo é simples. Faça o desenho que você deseja transformar em bloco, quando finalizar o desenho, vá até a aba Insert e na aba Block Definition clique no botão Create Block e escolha a opção Create Block.

Blocos--dinâmicos

Na janela Block definition temos três informações importantes para serem inseridas. A primeira e mais óbvia é o nome, no campo Name. Em seguida você deve ir ao painel Objects e clicar na opção Select Objects. Não se assuste, a janela vai fechar mas basta você selecionar todos os objetos que fazem parte do bloco e pressionar Enter.

Blocos--dinâmicos

A etapa mais importante é a terceira, o campo Pick point. Ela define o ponto de base do bloco. A grosso modo, seria por onde o cursor do mouse vai “segurar” o bloco para ser inserido. Isso facilita muito a colocação do bloco, e além do que, se você não indicar o ponto base, o AutoCAD vai considerar a coordenada absoluta para este ponto, o que vai lhe dar uma série de dores de cabeça posteriormente.

Ao clicar em Pick point a janela vai se fechar novamente, então basta você clicar no ponto de base de sua preferência.

Blocos--dinâmicos

Certo, este processo transformou um conjunto de linhas em um bloco. Agora como faço para que ele se torne um bloco dinâmico? Precisamos primeiramente editar este bloco, para isso selecione e clique duas vezes sobre o bloco que será exibida a janela Edit block definition. Observe que o seu bloco já estará selecionado. Basta clicar em Ok.

Blocos--dinâmicos

Provavelmente você já acessou esta janela, porém deve ter ignorado (ou ficado com medo) do painel de ferramentas que temos aqui.

Blocos--dinâmicos

O principal painel de ferramentas que vamos utilizar aqui é o Block Authoring Palettes – All palettes,  que é essa janela flutuante.

Blocos--dinâmicos

Nossa, eu fechei essa janela sem querer, e agora?

Calma, vá até a aba Block Editor e no painel Manage clique no botão Authoring Palettes.

Blocos--dinâmicos-

Agora vamos entender esta janela. Aqui temos uma série de abas disponíveis, mas vamos nos concentrar em duas, sendo a Parameters e a Actions. 

Blocos--dinâmicos

E qual a diferença deles?

Em um bloco dinâmico você precisa configurar o que será afetado (Parameters) e como será afetado (Action). Ou seja, precisamos inserir um parâmetro e em seguida determinar o comportamento deste parâmetro com uma ação.

No caso da janela, eu quero controlar o comprimento total do bloco, de forma que eu possa aumentar ou diminuir sempre que eu precisar. Para isso eu vou inserir o parâmetro Linear.

Blocos--dinâmicos

Inserir o parâmetro linear é muito simples, pois é o mesmo processo de inserção de uma cota, basta clicar onde o parâmetro se inicia e onde ele termina e mover o parâmetro para a posição desejada.

Blocos--dinâmicos-

Observe que temos uma cota em azul escrito Distance1 e também temos duas setas em azul claro. Além do exclamação em amarelo.

Blocos--dinâmicos

As setas em azul claro são alças de manipulação, são essas alças que vão estar visíveis no bloco finalizado, indicando que ao clicar sobre elas será possível fazer alterações no bloco dinâmico. Já o exclamação em amarelo está nos alertando que o parâmetro inserido ainda não tem nenhuma Action ou a Action inserida não está funcionando corretamente.

Como acabamos de inserir o parâmetro, obviamente não temos nenhuma Action. Então vamos até a aba Action localizar uma ação para aplicar ao nosso parâmetro.

Blocos--dinâmicos

Observe que temos uma lista de Actions que podem ser aplicadas ao nosso bloco, porém precisamos escolher uma Action condizente com o nosso parâmetro, ou receberemos uma mensagem de erro. Como selecionamos o parâmetro Linear, olhe a mensagem que eu recebo se eu tentar usar o parâmetro Rotate.

Blocos--dinâmicos

“Seleção inválida. A ação requer o parâmetro Rotation”. Isso ajuda a evitar resultados indesejados. Como nosso objetivo é “esticar” a nossa janela, vou clica na Action Stretch.

Blocos--dinâmicos

Agora entramos em uma etapa que requer muita atenção, pois o AutoCAD vai solicitar quatro informações relacionadas ao parâmetro e aos objetos que compõem o bloco. Essas informações devem ser inseridas na sequência e você deve observar com atenção a linha de comando, para saber se o AutoCAD aceitou o comando ou não.

Vamos lá, ao clicar em Stretch, imediatamente o AutoCAD pergunta Select parameter, que neste caso é a conta em azul onde temos escrito Distance1. Clique sobre este parâmetro.

Blocos--dinâmicos

Após clicar no parâmetro, a tela não pisca, não temos um sinal de ok nem nada, ele simplesmente muda a pergunta (isso me incomodava também no início, mas com o tempo você acostuma). Observe que agora ele diz “Specify parameter point to associate with action or enter” (Especifique o ponto do parâmetro que será associado a ação).

Lembra das setas em azul claro? O AutoCAD quer saber qual das duas setas vai controlar o parâmetro. Perceba que quando você aproxima o mouse de uma delas aparece um X em vermelho. Escolha a seta apropriada e clique sobre ela, no meu caso, vou clicar na seta da direita.

Blocos--dinâmicos

Clicando na seta azul claro, temos uma nova pergunta: “Specify first corner frame” (Especifique a primeira quina do frame). Vou explicar melhor. O AutoCAD precisa determine a “área de atuação” do parâmetro. O que vai acontecer é o seguinte: o parâmetro que estamos criando só vai afetar a geometria que estiver dentro deste retângulo, os elementos que estiverem fora dele não serão afetados.

Como este parâmetro se baseia na ferramenta Stretch, precisamos que ele estique parte da geometria, então precisamos fazer um retângulo que delimite esta área de atuação. vou fazer um retângulo englobando a extremidade direita da janela.

Blocos--dinâmicos

Por fim temos a última etapa que é a seleção dos objetos. Basicamente precisamos selecionar quais geometrias serão afetadas pelo comando Stretch. Mas atenção, não basta ir clicando, é preciso fazer uma seleção Crossing (aquela seleção em verde), então faça a seleção da direita para a esquerda. Eu vou fazer um retângulo de seleção um pouco maior do que o retângulo que já temos na tela (o tracejado azul, que foi criado na etapa anterior).

Blocos--dinâmicos

Agora basta pressionar Enter para finalizar. Se tiver dado tudo certo, irá aparecer um ícone abaixo do parâmetro Distance1. Passe o mouse sobre ele que vai aparecer escrito Stretch (inclusive, vai ser possível ver a “área de atuação” pontilhada).

Blocos--dinâmicos

Vou refazer todas as etapas abaixo, caso o processo tenha ficado confuso.

Blocos--dinâmicos

Agora que inserimos o parâmetro vamos conferir o resultado. Feche o bloco clicando em Close block Editor na aba Block editor.

Blocos--dinâmicos

Na janela Block – Changes not saved selecione a opção Save the changes to “nome do bloco”, se não fizer isso você vai perder toda a configuração que acabamos de fazer!

Blocos--dinâmicos

De volta ao model podemos testar o nosso bloco. Selecione o bloco da janela e perceba que temos uma seta em azul (aquela mesma seta que escolhemos como alça de manipulação). Se você selecionar ela, vai perceber que é possível arrastar a seta e com isso, redimensionar a janela.

Blocos--dinâmicos

Um outro detalhe importante é que você pode digitar o valor desejado. Mas é preciso ter um cuidado de interpretação aqui. O valor que você digitar vai ser o correspondente ao parâmetro Distance1 que vimos dentro do bloco, ou seja, o valor digitado não é acrescido ao tamanho atual da janela, mas sim passa a ser o valor total do comprimento da janela. Então se quer uma janela de dois metros, digite 2 e pressione enter, simples assim.

Blocos--dinâmicos

A grande vantagem é que mesmo sendo um único bloco, suas cópias obedecem aos tamanhos de comprimento de forma independente.

Blocos--dinâmicos

Pronto! Agora você tem o seu primeiro bloco dinâmico!

CONCLUSÃO

Preciso que você entenda que isso foi apenas uma pincelada no conteúdo de blocos dinâmicos. Ainda existe muitas funcionalidades disponíveis, inclusive dentro da Action Stretch, mas vou me focar no conteúdo de forma introdutória e posteriormente vou apresentando recursos mais elaborados para a criação de blocos dinâmicos mais sofisticados.

Gostou? Assine nossa Newsletter e seja avisado por e-mail quando saírem novas publicações!

Curtam nossa página! Facebook! E não esqueça de fazer uma avaliação da página!

Participem do nosso grupo! Grupo QualifiCAD

Dúvidas? Comentem!

Autor

Luis André

Luis André

Olá, sou o Luis André é responsável por todo o conteúdo do site QualifiCAD.

Sou arquiteto a mais de 10 anos, e nessa jornada tive que aprender a trabalhar com diversos softwares e aqui eu compartilho tudo o que aprendi ao longo da minha jornada no mundo da arquitetura e construção civil.

Sou mestre em Arquitetura e graduado em arquitetura e urbanismo. Também sou graduado em desenho industrial (projeto do produto).

Tenho certificações como Autodesk Certified Professional (AutoCAD, Revit e 3DS max) e Autodesk Certified Instructor.

Fique a vontade para me adicionar as suas redes sociais! Obrigado por sua visita!

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *