PARÂMETROS GLOBAIS – REVIT

Parâmetros globais no Revit permitem que você traga os recursos de parametrização presentes no editor de famílias para o ambiente de projeto, oferecendo um incrível leque de possibilidades! Aprenda agora!

Se tem algo que é indiscutível é a versatilidade encontrada dentro das famílias no Revit. Você consegue alterar materiais, redimensionar a geometria sem distorcer a forma final, entre outras funcionalidades que facilitam muito o dia a dia de todo profissional.

Mas e se eu disser que é possível trazer estes recursos que estão dentro das famílias “para fora”, de forma que você possa tirar proveito dessas funcionalidades no ambiente de projeto? Este processo é possível através dos parâmetros globais.

Mas antes disso, o que são essencialmente esses “parâmetros”?

O QUE SÃO PARÂMETROS?

O Revit é uma ferramenta para a simulação de uma edificação em 3D, de forma que os elementos no projeto buscam reproduzir todas as características dos elementos reais presentes em uma edificação.

Para organizar estas características, que são nada mais do que dados brutos, o Revit os representa como parâmetros, permitindo que você possa classificar, organizar e comparar esses dados, obtendo assim a Informação, que nada mais é do que o “I” do BIM.

Já fiz outras publicações explicando quais são os tipos de parâmetros que o Revit disponibiliza, inclusive detalhando alguns deles. Vou deixar o link para estas publicações logo abaixo:

O QUE SÃO PARÂMETROS – REVIT

PARÂMETROS DE PROJETO – REVIT

PARÂMETROS COMPARTILHADOS – REVIT

O QUE SÃO PARÂMETROS GLOBAIS?

parâmetros-globais

Um parâmetro global permite criar uma “restrição flexível” que pode ser aplicada a múltiplos objetos, padronizando essa informação e mantendo um controle centralizado, de forma que ao fazer qualquer alteração no valor desta restrição, todos os elementos com este mesmo parâmetro são imediatamente atualizados.

O controle desta propriedade pode ser realizado através de um valor simples, valores obtidos através de equações (fórmulas) ou extraídos do seu projeto usando outros parâmetros.

Esta restrição flexível pode ser entendida como uma variável, que nada mais é do que uma propriedade no objeto que pode ser medida ou enumerada, de forma que podemos classificá-la em dois tipos:

  • Quantitativa – altura, peso, quantidade, etc;
  • Qualitativa – não são valores numéricos, mas sim determinada característica (cor, material, etc.).

Falando assim o conceito por trás dos parâmetros globais parece complexo, mas na prática é bem simples. Basicamente o que um parâmetro global permite é controlar determinados “comportamentos e resultados”, fato que fica muito mais fácil de ser compreendido usando alguns exemplos.

Mas antes disso, vamos conhecer a janela de criação de um parâmetro global.

parâmetros-globais

Em Propriedades de parâmetros global inserimos as informações e configurações necessárias para o nosso parâmetro global, vamos conhecer cada um dos campos:

  • Nome – define o nome do parâmetro, escolha um nome simples e objetivo.
  • Disciplina – define qual a disciplina do parâmetro.
  • Tipo de parâmetro – define o tipo de parâmetro (texto, número, área, etc.).
  • Parâmetro de grupo sob – define em que campo o parâmetro será exibido.
  • Descrição – permite escrever um texto curto explicando sobre a funcionalidade do parâmetro.

Estes campos serão melhor entendidos conforme criarmos alguns parâmetros globais, que é o nosso próximo passo.

COMO CRIAR UM PARÂMETRO GLOBAL?

O processo de criação de um parâmetro global é muito simples, onde basta ir até a aba Gerenciar e no painel Configurações clicar em parâmetros globais.

parâmetros-globais

Será exibida a janela de Parâmetros globais, onde podemos gerenciar parâmetros globais existentes e criar novos.

parâmetros-globais

Porém este não é o único caminho para a criação de um parâmetro global, sendo muito comum o parâmetro global ser criado diretamente na área do projeto, de acordo com o contexto.

Por exemplo, para criar um parâmetro global quantitativo, no caso uma restrição dimensional: insira uma cota no projeto e ao selecionar esta cota, será exibido na aba Modificar|Cota o painel Cota da legenda, onde ao lado do campo Legenda temos o botão Criar parâmetro.

parâmetros-globais

Você também pode selecionar qualquer elemento presente no seu projeto e criar parâmetros Globais diretamente na janela de Propriedades. Observe que esta janela possui três colunas, uma com o nome do parâmetro, outra com o seu respectivo valor e uma terceira e pequena coluna, sem nome.

parâmetros-globais

Se você clicar em Editar tipo, irá notar que esta “terceira coluna” também existem na janela Propriedades de tipo.

parâmetros-globais

Na janela Propriedades, podemos criar parâmetros globais que afetam apenas a instância selecionada, já na janela Propriedades de tipo, podemos criar parâmetros que afetam todos os tipos daquela respectiva família.

Não sabe qual é a diferença entre tipo e instância? Veja este artigo que fiz explicando a diferença entre ambos:

REVIT – FAMÍLIA, TIPO E INSTÂNCIA

Importante observar em algumas linhas desta terceira coluna temos alguns campos com um “quadradinho cinza”, que permite que um parâmetro global seja associado ao parâmetro correspondente naquela linha.

parâmetros-globais

Certo, mas como eu configuro este parâmetro?

CRIANDO UM PARÂMETRO GLOBAL QUANTITATIVO

Parâmetros globais quantitativos trabalham com valores numéricos, onde obviamente a primeira coisa que nos vem a cabeça são cotas. Vamos usar a boneca de uma porta como exemplo.

Quando posicionamos as portas em uma parede, o recomendado é que seja respeitada uma pequena distância entre o batente da porta e o canto da parede, que popularmente chamamos de “boneca“.

parâmetros-globais

Essa distância costuma variar entre 5 e 10cm, onde uma solução muito comum é a colocar uma cota e bloqueá-la com o cadeado, evitar que a dimensão seja alterada por acidente.

O problema aqui é que caso esta medida precise ser alterada, essa correção será realizada manualmente em cada uma das portas existente no projeto.

Com um parâmetro global não temos este problema, pois além de conseguir bloquear a medida, o controle do valor é realizado de modo centralizado, desta forma, ao corrigir esse valor, todas as cotas presentes neste projeto serão atualizadas.

Para criar um parâmetro global basta selecionar a cota desejada e ir até a aba Modificar|Cotas.

parâmetros-globais

Observe que temos um painel chamado Cota da legenda e ao lado do campo Legenda temos um pequeno botão chamado Criar parâmetro. Clique sobre ele.

parâmetros-globais

Com isso temos acesso a janela Propriedades do parâmetro global, onde podemos personalizar o nosso parâmetro. Observe que alguns campos estão bloqueados, isso acontece porque estamos dentro do contexto de uma restrição dimensional.

Desta forma o Revit preenche automaticamente os campos de Disciplina (comum) e Tipo de parâmetro (comprimento). Para este parâmetro basta definir o nome do parâmetro como Boneca Porta e clicar em Ok.

parâmetros-globais

Observe que a partir de agora, ao selecionar a cota, um pequeno “lápis” é exibido ao lado da cota e no painel Cota da legenda aparece no campo Legenda o nome do parâmetro que acabamos de criar, Boneca porta.

parâmetros-globais

A partir de agora temos um parâmetro global chamado Boneca porta, que pode inclusive ser utilizado em outras portas, para isso basta inserir cotas em outras portas, selecionar a cota e no painel Cota da legenda selecionar o parâmetro que foi criado.

parâmetros-globais

Para ter acesso aos parâmetros globais do seu projeto você deve ir até a aba Gerenciar e no painel Configurações clicar em parâmetros globais.

parâmetros-globais

Será exibida a janela Parâmetros globais. Observe que o parâmetro Boneca porta já esta sendo exibido na lista.

parâmetros-globais

Outra forma de acessar esse parâmetro é simplesmente clicar selecionar a cota e clicar no “lápis”, que também abre a janela de Parâmetros globais, agilizando o processo.

parâmetros-globais

O conceito de “controle centralizado” que comentei logo no início é realizado dentro da janela de parâmetros globais, onde ao modificar este valor, todas as bonecas presentes no projeto são imediatamente atualizadas.

parâmetros-globais

IMPORTANTE! Você precisa entender que a cota não é efetivamente o parâmetro global, ela é apenas a “ferramenta” para inserir a restrição. Tanto é que você pode deletar a cota e manter a restrição, que ficará “oculta”.

Para isso basta selecionar a cota desejada e deletar. Observe que será exibida uma mensagem de alerta, onde você pode escolher entre remover apenas a cota e remover a cota e a restrição junto. Clique em OK para remover apenas a cota.

parâmetros-globais

Mas como eu vou saber se a restrição ainda está no projeto?

Basta ir até a barra de controle de vista (menu inferior) e clicar no último botão a direita o Revelar restrições. Observe que o modo de exibição será alterado, exibindo o projeto em cinza e as restrições em vermelho.

parâmetros-globais

Observe que temos uma cota em vermelho com o texto e o valor atual do parâmetro compartilhado. Inclusive nas outras portas a cota ficou em cinza, revelando logo acima, em vermelho, seus respectivos parâmetros globais.

O grande beneficio que temos com o uso de um parâmetro global é a facilidade no controle e a padronização da informação, de forma que todos os parâmetros globais são gerenciados em uma única janela.

CRIANDO UM PARÂMETRO GLOBAL QUALITATIVO

Um parâmetro global qualitativo não se limita a afetar apenas valores, mas sim características dos elementos do seu projeto.

Também é possível criar um parâmetro global que afeta elementos de diferentes categorias, por exemplo em um material. Vou usar como exemplo um material de vidro, que está aplicado em portas e janelas de um mesmo projeto.

parâmetros-globais

O primeiro passo é selecionar o elemento e localizar o parâmetro, afinal ele pode ser de Tipo ou Instância. Para isso vou selecionar a janela e conferir na janela Propriedades.

parâmetros-globais

Selecionando a janela não localizei o parâmetro do material do vidro, então vou clicar em Editar tipo e conferir na janela Propriedades de tipo.

parâmetros-globais

Em Propriedades de tipo temos o parâmetro correspondente ao vidro. Na mesma linha, na terceira coluna temos o “quadradinho cinza” o que indica que é possível associar um parâmetro global a este material. Clique no quadradinho para abrir a janela Associar parâmetro global.

parâmetros-globais

Nesta janela temos acesso a todos os parâmetros globais presentes no projeto atual. Para criar um novo parâmetro global, clique no ícone Novo parâmetro global, no canto inferior esquerdo da janela.

parâmetros-globais

Observe que devido ao contexto, alguns campos já foram preenchidos, no caso a Disciplina (Comum) e o Tipo de parâmetro (Material). Desta forma basta criar um nome para o parâmetro, que vou chamar de Vidro caixilhos.

parâmetros-globais

Clicando em Ok observe que voltamos a janela Associar parâmetro global, porém o parâmetro que acabamos de criar (Vidro caixilhos) já está disponível e selecionado, então clique em Ok novamente.

parâmetros-globais

Observe que na janela Propriedades de Tipo, o parâmetro Vidro agora esta com a cor cinza, o que significa que ele não pode mais ser alterado por esta janela, apenas pela janela de Parâmetros globais.

Outro detalhe é que o “quadradinho cinza” agora está com o símbolo de “igual” dentro dele.

parâmetros-globais

Agora precisamos fazer o mesmo com a porta de vidro, selecionando a porta e indo na janela Propriedades de Tipo. Observe que temos um parâmetro com o nome Vidro folha porta.

parâmetros-globais-

Aqui o processo é o mesmo, clicar no “quadradinho cinza” para acessar a janela Associar parâmetro global.

parâmetros-globais

Note que na janela Associar parâmetro global já temos o campo que precisamos, uma vez que o parâmetro já foi criado, basta selecionar o parâmetro e clicar em ok.

parâmetros-globais

Assim como na janela, agora o parâmetro Vidro folha porta esta cinza e bloqueado para edição, de forma que o único local que pode fazer a alteração do material é na janela Parâmetros globais.

vparâmetros-globais

Este processo pode ser repetido para todos os tipos de portas e janelas do projeto, de forma que quando for necessário alterar este parâmetro, basta ir em parâmetros globais.

Para ter acesso aos parâmetros globais do seu projeto você deve ir até a aba Gerenciar e no painel Configurações clicar em parâmetros globais.

parâmetros-globais

Observe que na janela Parâmetros globais tenho dois diferentes parâmetros.

parâmetros-globais

O parâmetro Vidro caixilhos, no campo valor temos um material, pois se trata de um parâmetro qualitativo, já no campo Boneca porta, temos um valor numérico, parâmetro quantitativo, pois temos um valor que pode ser alterado.

Alterações feitas nestes campos são imediatamente aplicadas a todos os parâmetro globais do projeto, de forma que temos um controle centralizado destes parâmetros, o que proporciona um controle muito mais refinado das informações do seu projeto.

Para alterar o valor do parâmetro Boneca Porta, basta digitar o valor desejado e clicar em aplicar. No caso do parâmetro vidro caixilhos, precisamos clicar no campo valor e clicar nos “três pontinhos”, para acessarmos a janela Navegador de materiais.

parâmetros-globais

Acessando a janela Navegador de materiais você pode alterar o material conforme sua necessidade. No meu caso vou alterar o material para Vidro Verde.

parâmetros-globais

Clicando em Ok você será redirecionado para a janela Parâmetros globais, onde podemos ver que o campo Valor já foi atualizado. Agora basta clicar em Ok para conferir no projeto.

parâmetros-globais

Observe que as portas e janelas que aplicamos o parâmetro global Vidro caixilhos foram imediatamente alteradas.

parâmetros-globais

Note que a janela do banheiro, a esquerda, continua azul, isso acontece devido o parâmetro global Vidro caixilhos não ter sido aplicado a esta janela, ou seja, para alterar o tipo de vidro é necessário selecionar a janela e editar o material do vidro manualmente.

Uma solução seria selecionar a janela e Associar o parâmetro global Vidro caixilho, desta forma a janela passa a obedecer o parâmetro global e também será atualizada para um vidro verde.

parâmetros-globais

FÓRMULAS EM PARÂMETROS GLOBAIS

Provavelmente um campo que deixa todo mundo curioso quando trabalhamos com parâmetros globais é a coluna Fórmula. Não é para menos, é aqui que a “mágica” acontece.

parâmetros-globais

O sistema de fórmulas dentro do Revit é um universo a parte, que pretendo abordar em outra publicação, então vou me limitar a apresentar alguns conceitos simples para apresentar o que é possível fazer com este incrível recurso.

PARÂMETRO GLOBAL – FÓRMULA PADRÃO

Em parâmetros globais, o campo fórmula trabalha com equações, que podem ser operações matemáticas simples, como adição, subtração, multiplicação, etc.), que permitem calcular o resultado do parâmetro automaticamente.

Um exemplo muito simples do emprego de fórmulas em parâmetros globais é o controle do espaçamento de objetos, por exemplo, janelas.

parâmetros-globais

É muito comum em alguns projetos a padronização do espaçamento das janelas, que pode muito bem ser realizado com a função equidistância, recurso presente em uma cotagem em série.

parâmetros-globais

Mas digamos que a ideia seja fazer a padronização do espaçamento das janelas em função da largura da janela, por exemplo: Espaçamento = largura x 2. O que temos aqui é uma fórmula, mas como trabalhar fórmulas com os parâmetros globais?

O primeiro passo é fazer com que o controle do parâmetro de largura da janela seja controlado por um parâmetro global, então vou selecionar a janela e no painel Propriedades, clicar em Editar tipo.

parâmetros-globais

Na janela Propriedades de tipo, localize o campo Largura e clique no “quadradinho cinza”.

parâmetros-globais

Na janela Associar parâmetro global clique no botão Novo parâmetro global, no canto inferior esquerdo.

parâmetros-globais

Na janela Propriedades do parâmetro global, escolha o nome do parâmetro, no meu caso vou chamar de Largura janela. Pode clicar em ok em todas as janelas para finalizar.

parâmetros-globais

Com o primeiro parâmetro que precisamos criado, vamos ao próximo, que é o parâmetro de espaçamento entre as janelas. Para isso, crie uma cota entre as janelas, selecione a cota e no painel Modificar|Cotas clique em Criar parâmetro.

parâmetros-globais

Na janela Propriedades do parâmetro global, insira o nome desejado para o parâmetro, no meu caso vou chamar de Janela espaçamento.

parâmetros-globais

Criados os parâmetros globais necessários, podemos trabalhar a fórmula que irá controlar este espaçamento, para isso vamos até a aba Gerenciar e no painel Configurações clicar em parâmetros globais.

parâmetros-globais

Na janela Parâmetros globais temos acesso aos dois parâmetros que foram criados, Janela largura e Janela espaçamento.

parâmetros-globais-

Como apresentando anteriormente, uma das vantagens dos parâmetros globais é conseguir “controlar o comportamento” dos elementos, neste caso eu quero estabelecer uma relação entre a largura e o espaçamento das janelas.

Como o controle é sobre o espaçamento, a fórmula será inserida no parâmetro Janela Espaçamento. O primeiro passo é escrever o nome do parâmetro Janela Largura dentro do campo da fórmula, porém sugiro que você copie e cole o nome no campo fórmula.

parâmetros-globais

Isso é necessário porque o nome deve ser escrito de forma exata, pois até mesmo a diferença entre maiúsculas e minúsculas pode gerar algum erro.

Por enquanto o que o Revit está entendendo é que o espaçamento deve ter o mesmo valor que a largura da janela, porém o resultado pode não ser o que você deseja, olhe como ficaria o resultado se você aplicasse essa fórmula. Vou ativar a Revelar restrições para um melhor entendimento.

parâmetros-globais

Deixando a fórmula como =Janela largura, faz com que as janelas fiquem encostadas, o que não é o resultado desejado, por isso precisamos complementar a fórmula. De volta ao campo parâmetros globais vou multiplicar este valor por 2, que deve ser usando o símbolo de *.

parâmetros-globais

A partir de agora o espaçamento entre as janelas é ajustado conforme a largura da janela é alterada. Vou colocar mais algumas cotas e inserir o mesmo parâmetro de espaçamento para fazer um teste.

parâmetros-globais

Apesar de simples é possível compreender o potencial de se empregar fórmulas para controlar determinadas características dos elementos do seu projeto.

PARÂMETRO GLOBAL – FÓRMULA CONDICIONAL

O campo fórmula de um parâmetro global não se limita apenas a equações matemáticas simples, podemos empregar instruções condicionais, permitindo incluir outros símbolos matemáticos como:

  • < – Maior que
  • > – Menor que
  • = – igual a
  • valores numéricos
  • nomes de parâmetros numéricos
  • parâmetros sim/não
  • AND – e
  • OR – ou
  • NOT – não

Para utilizar este recurso é necessário iniciar com “IF” e a instrução condicional deve estar contida dentro de parênteses, seguido da condição desejada, por exemplo:

IF (condição, resultado se verdadeiro, resultado se falso)

Sim, é meio confuso no início, mas com um exemplo simples fica mais fácil de entender essa lógica. Vamos criar uma fórmula condicional para o peitoril de uma janela.

Imagine que eu quero padronizar o peitoril das janelas do meu projeto, de forma que janelas com largura inferior a 0,65m, tenham um peitoril de 1,60 metros, e janelas maiores do que 0,60m tenham um peitoril de 1,10m. Desta forma temos:

parâmetros-globais

Agora vamos analisar os valores separadamente:

  • IF – é um pronome mesmo (se, no caso, na hipótese de, etc), que abre fórmula.
  • CONDIÇÃO – janelas com larguras maiores que 0,65m.
  • VERDADEIRO – resultado caso a janela tenha largura superior a 0,65m.
  • FALSO – resultado caso a janela tenha largura inferior a 0,65m.

Criado o cenário, vamos testar na prática. O primeiro passo é criar um parâmetro global para a largura da janela. Selecione a janela e no painel Propriedades, clicar em Editar tipo.

parâmetros-globais

Na janela Propriedades de tipo, localize o campo Largura e clique no “quadradinho cinza”.

parâmetros-globais

Na janela Associar parâmetro global clique no botão Novo parâmetro global, no canto inferior esquerdo.

parâmetros-globais

Na janela Propriedades do parâmetro global, escolha o nome do parâmetro, no meu caso vou chamar de Largura janela. Pode clicar em ok em todas as janelas para finalizar.

parâmetros-globais

Criado o primeiro parâmetro, precisamos do parâmetro para a altura do peitoril, que pode ser facilmente criado inserindo uma cota em uma vista de elevação.

parâmetros-globais-

Criada a cota, selecione e vá até a aba Modificar|Cotas. No painel Legenda clique no campo Criar parâmetro.

parâmetros-globais

Em Propriedades de parâmetro global basta criar o nome do parâmetro, no meu caso vou chamar de Janela peitoril.

parâmetros-globais

Criado o parâmetro podemos acessar a janela de parâmetros globais, basta ir até a aba Gerenciar e no painel Configurações clicar em parâmetros globais.

parâmetros-globais

Na janela de parâmetros globais podemos visualizar os dois parâmetros que acabamos de criar, então podemos configurar a fórmula condicional que desejamos.

parâmetros-globais

Como o objetivo é que o parâmetro condicional controle o valor do campo Janela peitoril, devemos inserir o valor no campo fórmula desta linha. Conforme analisamos acima, a estrutura da fórmula ficará conforme a estrutura abaixo:

if(Janela largura < 0.65 m, 1.6 m, 1.1 m)

Inserindo essa expressão no campo fórmula, basta dar OK.

parâmetros-globais

Quando estamos trabalhando com fórmulas, temos que tomar muito cuidado com os valores, pois qualquer erro de digitação pode gerar alertas de erro, então preencha os valores com atenção.

parâmetros-globais

Finalizada a fórmula é só testar.

parâmetros-globais

Apesar de simples é possível compreender as potencialidades do uso de fórmulas com instruções condicionais, além de entender que não é só sair fazendo fórmulas, você precisa gastar um tempo “estruturando a ideia”, para aí sim, construir a fórmula e obter o resultado desejado.

Outro detalhe importante é que caso um parâmetro global que esta dentro de uma fórmula seja excluído, a fórmula será apagada.

PARÂMETROS GLOBAIS X PARÂMETRO DE RELATÓRIO

Em alguns momentos, você pode precisar criar uma fórmula e utilizar um valor que não esta disponível dentro dos parâmetros globais. Nestas situações você pode utilizar o recurso de parâmetro de relatório.

parâmetros-globais

Por exemplo, em um parâmetro global você quer estabelecer que a altura total da janela seja o equivalente a 1/3 da altura da parede. Precisamos então incluir na fórmula um parâmetro de altura da parede.

Observe que precisamos apenas da informação “altura da parede”, não precisamos de um parâmetro específico para isso. É neste momento que os parâmetros de relatório entram em ação.

O primeiro passo é criar um parâmetro global da altura da janela. Selecione a janela, clique em Editar tipo para acessar a janela Propriedades de Tipo. Aqui você precisa ir no campo Altura e clicar no “quadradinho cinza“.

parâmetros-globais

Na janela Associar parâmetro global clique no botão Novo parâmetro global, no canto inferior esquerdo.

parâmetros-globais

Na janela Propriedades do parâmetro global, escolha o nome do parâmetro, no meu caso vou chamar de Altura janela. Pode clicar em ok em todas as janelas para finalizar. Neste caso o parâmetro é global mesmo, uma vez que o campo Parâmetro de relatório esta bloqueado.

parâmetros-globais

Criado o parâmetro global de altura da janela, precisamos criar o parâmetro de altura da parede, para isso vamos colocar uma cota de altura no projeto. Para não correr o risco do parâmetro ficar associado a uma única parede, vou colocar a cota entre os níveis do respectivo piso.

parâmetros-globais

Agora basta selecionar a cota e na aba Modificar | Cotas, no painel Cota da legenda clicar em Criar parâmetro.

parâmetros-globais

Além do nome é muito importante marcar o campo Parâmetro de relatório, pois a única função deste parâmetro é “reportar” o valor da cota para que seja possível alterar a altura da janela.

parâmetros-globais

Criados os parâmetros podemos acessar a janela de parâmetros globais, basta ir até a aba Gerenciar e no painel Configurações clicar em parâmetros globais.

parâmetros-globais

Observe que temos dois parâmetros: Altura janela e Parede altura (relatório), que inclusive é exibido em cinza com o seu valor bloqueado, afinal a sua função é apenas disponibilizar o valor para ser utilizado em uma fórmula.

parâmetros-globais

Então, vamos inserir a fórmula, que deve ficar da seguinte forma:

= Parede altura / 3

O parênteses (relatório) deve ser ignorado, pois serve apenas para identificar o parâmetro de relatório.

parâmetros-globais

Agora sempre que altura da parede for modificada, a parede terá sua altura corrigida automaticamente.

parâmetros-globais

Isso nos dá um pequeno panorama do universo das fórmulas dentro dos parâmetros globais, onde com um pouco de criatividade podemos gerenciar e automatizar uma série de informações do nosso projeto.

CONCLUSÃO

Parâmetros globais oferecem as vantagens da parametrização de famílias dentro do ambiente de trabalho, permitindo gerenciar múltiplas informações de forma padronizada, além de que com o auxílio de fórmulas, é possível automatizar diversos problemas.

Tem alguma dúvida no processo trabalho com parâmetros globais ou alguma outra sugestão? Compartilhe sua dúvida, ela pode virar uma publicação exclusiva!

Gostou? Assine nossa Newsletter e seja avisado por e-mail quando saírem novas publicações!

Curtam nossa página! Facebook! E não esqueça de fazer uma avaliação da página!

Participem do nosso grupo! Grupo QualifiCAD

Dúvidas? Comentem!

Deixe um comentário