FAMÍLIASREVIT

Revit – Família, Tipo e Instância

Revit – Família, tipo e instância, você sabe a diferença? Apesar de ser um dos elementos fundamentais do Revit é normal surgirem diversas dúvidas sobre o que cada um quer dizer, então vamos aprender isso de uma vez!

Provavelmente você já teve o problema onde uma família é possível alterar suas medidas pelo pelo painel de Propriedades, em outra tem que épelo painel Editar tipo e em outras não ter nenhuma opção para isso.

família-tipo-instância

Mas você sabe o porquê?

A proposta aqui é justamente esclarecer essas dúvidas, então vamos lá!

FAMÍLIA

Primeiramente vou recomendar que você leia a publicação que fiz explicando o que são famílias no Revit. Caso não tenha lido ainda, basta clicar no link abaixo:

REVIT – O QUE SÃO FAMÍLIAS?

Em resumo, no Revit temos três tipos de famílias que são:

  • Famílias de sistema
  • Famílias carregáveis
  • Famílias no local

As famílias de sistema possuem parâmetros fixos, isto é, não é possível remover ou acrescentar parâmetros, então você é obrigado a trabalhar com os parâmetros disponíveis. Já as famílias carregáveis e famílias no local permitem a remoção/alteração/criação de novos parâmetros.

Lembrando que um parâmetro é uma característica de um objeto que mesmo quando alterado não perde a essência. Usando uma porta de madeira como exemplo podemos ter duas versões desta mesma porta, sendo uma com 90cm de largura e outra com 60cm de largura.

revit-família-tipo-instância

Apesar das diferenças de dimensão, ambas continuam sendo portas. E isso prevalece mesmo que você mude outras dimensões, cores, molduras, ou até mesmo o material, configurando para que uma delas seja de aço e outra de madeira. No final ainda teremos duas portas.

revit-família-tipo-instância

Com isso percebemos que uma família no Revit é recheada de parâmetros que controlam o comportamento desta família, que pode ser utilizada diversas vezes no seu projeto.

Certo mas o os tipos e instâncias?

É justamente esta diferença que vamos analisar e entender como os parâmetros se comportam dentro delas.

FAMÍLIAS – TIPO

São as variações de uma família. Aqui podemos usar novamente as portas como exemplo. Considerando que a porta é uma Família, podemos ter diversas versões de portas, ou melhor dizendo diversos Tipos. Cada uma com características diferentes, mas ainda assim, em sua essência, são portas.

Então estamos estabelecendo uma hierarquia aqui, começando pelo topo temos a Família (no caso a porta) e logo abaixo dessa árvore temos os tipos de portas.

família-tipo-instância

Não há um limite de quantos Tipos uma família pode ter, sendo assim temos um leque gigantesco de possibilidades, porém não podemos ter dois tipos iguais. Afinal, isso não faria muito sentido certo?

Ah, mas eu posso deixar dois tipos iguais e só mudar o nome!

Aí é que esta a questão. Se os nomes são diferentes já é suficiente para que seja considerado um outro tipo de porta. Por mais que você tente, não é possível ter dois tipos idênticos de uma mesma família.

Ok mas e a instancia, o que é?

Este é o último item da hierarquia, vamos conferir.

INSTÂNCIA

Ao escolher uma porta para o seu projeto, você está na verdade escolhendo dentro de uma família um tipo de porta. Até aqui sem muitas novidades,  já entendemos isso. Mas ao inserir esta porta no seu projeto, o que você tem é uma instância desta porta.

Logo você pode inserir quantas instâncias forem necessárias para o seu projeto, repetindo elas sem restrição de quantidades.

Legal! E todas elas serão absolutamente iguais né?

Na verdade depende de como os seus parâmetros foram configurados. Voltando ao exemplo da porta, você pode por exemplo, inserir um parâmetro de instância, que irá permite que você possa alterar as propriedades apenas da instância selecionada. Isso fará com que apenas aquela porta selecionada, entre todas do projeto tenha uma propriedades diferentes, como um outro tipo de material, medida, etc.

Então ela passa a ser um novo tipo certo?

É neste ponto que começamos a diferenciar o que é um Tipo de família e o que é uma Instância de Família.

Quando alteramos uma Propriedade de Tipo (Clicando em Editar Tipo), essa alteração será propagada para todas as famílias que já foram inseridas no seu projeto, ou seja, a alteração irá afetar todas as Instâncias.

Agora quando você seleciona uma família (por exemplo, uma porta) e altera uma Propriedade (dentro do painel Propriedades), a alteração afeta apenas aquela família selecionada, já que está é uma Propriedade de Instância.

Ainda confuso? Vou tentar deixar mais simples com um exemplo diferente. Vamos usar Suco de fruta como exemplo.

família-tipo-instância

Considere que uma jarra de suco de fruta é uma Família. Sendo assim os sabores são os Tipos de família. Perceba que não importa o sabor que eu criar, ele continuará a ser um suco de fruta, ou seja, continua pertencendo a mesma família.

Agora vamos analisar os Tipos de suco (Tipos de família). Se você colocar açúcar na jarra de suco, todos os copos que forem servidos a partir daquela mesma jarra, serão sucos de fruta com açúcar. Isso aconteceu porque a edição foi feita diretamente na jarra, que no caso afeta todos os sucos servidos por aquele Tipo de jarra (Tipo de família).

Certo, agora vamos analisar as Instâncias de suco (Instância de Família). A partir do momento em que o suco foi servido em um copo, ele não esta mais na jarra de suco, logo, alterações realizadas no copo de suco afetarão apenas ao suco que está naquele copo, sem relação alguma com o suco da jarra.família-tipo-instância

Eu poderia, por exemplo, colocar gelo no meu copo de suco. Dessa forma, somente meu copo teria suco gelado. Se outro copo fosse servido a partir do suco da jarra, terá o açúcar que foi adicionado, porém não terá gelo. Sendo assim, o copo de suco é uma Instância de suco, que pode sofrer alterações sem afetar os demais copos.

Ficou mais claro agora?

Acho que agora podemos voltar a usar as portas como exemplo. As alterações de instância não precisam ser limitadas a cores, elas podem afetar o tamanho, material se tem um determinado acessório ou não, e por aí vai. Claro que é importante ter critério e organização ao decidir que alterações uma Instância pode ter, visando um melhor entendimento do projeto.

família-tipo-instância

Mas que propriedades eu posso definir como editáveis em uma instância?

Tecnicamente o que você achar necessário, porém recomendo pensar em alguns pontos. Pense que posteriormente você precisará criar tabelas quantificando e organizando estas famílias e criar muitos parâmetros de edição de instância podem causar problemas na organização de uma tabela desta família.

N o meu exemplo, se eu quantificar as portas do tipo A será exibido um total de 04 portas. Porém cada uma delas terá características completamente diferentes, que implicam em dados que devem estar claros no momento da fabricação/aquisição destes produtos, para não correr o risco de receber 04 portas exatamente iguais. Consegue perceber o problema que pode ocorrer?

Não estou dizendo que trabalhar com Instâncias que possam ter suas propriedades alteradas seja ruim, mas tenha em mente que o principal aspecto de um bom projeto é sua clareza de informações e não só a facilidade para modelar.

revit-família-tipo-instância

Conseguiu ter uma ideia melhor? Ficou mais confuso? Comente e vamos resolver sua dúvida!

Gostou? Assine nossa Newsletter e seja avisado por e-mail quando saírem novas publicações!

Curtam nossa página! Facebook! E não esqueça de fazer uma avaliação da página!

Participem do nosso grupo! Grupo QualifiCAD

Dúvidas? Comentem!

Autor

Luis André

Luis André

Fundador do QualifiCAD, arquiteto, designer de produto, mestre em arquitetura, apaixonado por tecnologia, softwares de arquitetura e maquetes eletrônica. É leitor de quadrinhos e ilustrador nas horas vagas, mas ocupa quase todo tempo produzindo conteúdo para o site. Mas ama fazer isso!

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *