COLABORAÇÃO E VÍNCULOSORGANIZAÇÃOREVIT

Revit ID

Revit ID é um código único que permite identificar qualquer elemento do seu projeto como um objeto único, o que nos oferece algumas possibilidades dentro e fora do Revit. Aprenda agora!

Por mais que o seu projeto seja composto por inúmeras vistas, cortes, detalhes e mais uma série de elementos visuais, o que temos na realidade é um imenso banco de dados, e para que este banco de dados fique devidamente organizado é preciso identificar de maneira única cada um dos seus elementos.

Para isso o Revit cria um ID que nada mais é do que um código numérico, que funciona como um “RG”, sendo um número único para cada elemento.

Quando eu falo que cada elemento tem seu ID eu não estou me limitando a portas, janelas, pisos, etc, este ID é para absolutamente todos os elementos! Legendas, vistas, ambientes, ou seja, tudo.

Mas isso é importante?

Lembre-se que no processo de trabalho BIM, temos que nos preocupar com a interoperabilidade do seu projeto, de forma que seu arquivo possa ser lido por outros softwares ou mesmo exportado como IFC abrindo ainda mais o leque de interoperabilidade e trabalho colaborativo.

Se quiser saber mais sobre BIM segue publicação que fiz sobre o tema:

BUILDING INFORMATION MODELING – O QUE É BIM?

Vamos ver como identificar o ID dos elementos dentro do Revit e como esse ID se comporta quando trabalhamos com ele fora do Revit.

ID DA SELEÇÃO

Para saber qual é o ID de um objeto você deve primeiro selecionar o objeto desejado e na aba Gerenciar ir ao painel Consulta, lá você encontrará o botão ID da seleção.

revit-id

Tome cuidado para antes de acessar esta opção, o objeto desejado estar selecionado, ou o botão estará bloqueado.

revit-id

Vou fazer o processo este processo com uma janela para obter o seu ID.

revit-id-

Observe que o resultado é simples e direto, uma caixa com um valor numérico de seis dígitos, porém único. Nenhum outro objeto no seu projeto inteiro possui este número. Só por desencargo de consciência vou criar uma cópia da janela e verificar o ID da cópia.

revit-id

Outro valor, mesmo sendo uma cópia da janela anterior. Isso acontece porque o ID é só um valor numérico que permite a identificação deste objeto.

Ah, mas os objetos são exatamente iguais!

Sim, as dimensões, materiais, e algumas outras informações são realmente iguais, porém as duas janelas estão no mesmo lugar? Obviamente que não, logo a informação de coordenadas de localização deste objeto são diferentes, o que já é mais que suficiente para identificarmos como outro objeto. E para ser sincero, mesmo que os objetos estivessem sobrepostos, cada um teria o seu ID.

SELEÇÃO POR ID

Uma outra possibilidade é localizar um objeto através do seu ID, onde para isso devemos ir até a aba Gerenciar e no painel Consulta clicar em Seleção por ID.

revit-id

Ao clicar em Seleção por ID, será exibida a janela Selecionar elemento por ID.

revit-id

Basta digitar o ID do objeto e clicar em Exibir, que o objeto será exibido na vista atual.

revit-id

Observe que é possível inserir mais de um ID, onde basta inserir ponto e vírgula entre os IDs.

revit-id

Ao clicar em Exibir, serão exibidos todos os objetos correspondentes aos IDs indicados.

revit-id

Certo, mas o ID só serve para isso?

TRABALHANDO COM REVIT ID

Parece bobagem, mas o ID é um elemento fundamental em um processo de trabalho que conta com a interoperabilidade de softwares. Eu vou pegar este arquivo que usei como exemplo e exportá-lo como a extensão IFC*, um formato muito popular para intercâmbio de dados.

*IFC (Industry Foundation Classes) é um formato de arquivo aberto, não controlado pelos fornecedores do software, permitindo um eficiente intercâmbio de dados do seu arquivo sem perda ou distorção de dados/informação (farei uma publicação detalhada em breve). 

Vou usar como cobaia este arquivo com três janelas, mas antes disso vou pegar o ID de cada uma delas.

revit-id

E também vou verificar o nome desta família de janela.

revit-id

Com essas informações, vou agora gerar o arquivo em formato IFC. O processo é bem simples, basta ir em Arquivo, selecionar a opção Exportar e clicar em IFC.

revit-id

Será exibida a janela Exporta IFC, que nos permite realizar uma série de configurações, mas como se trata de um exemplo simples, vou manter as configurações padrão. Clique em Exportar.

revit-id

Será gerado um arquivo com extensão .IFC. Provavelmente você não tem um visualizador de arquivos IFC instalado em seu computador  o arquivo pode ficar com o ícone de um programa qualquer, como o bloco de notas. Não se preocupe quanto a isso, o importante é que ele seja um formato IFC, fora que o Revit consegue ler este tipo de arquivo, mesmo que ele tenha sido criado por outro software.

revit-id

vamos fazer um pequeno teste e conferir a integridade dos dados contidos neste arquivo, clique com o botão direito sobre o arquivo e selecione a opção Abrir com.

revit-id

Selecione o programa Bloco de Notas, caso ele não apareça de imediato, clique em Mais aplicativos e procure ele na lista.

revit-id-

Mas o meu projeto é um desenho, o bloco de notas consegue abrir?

Sim, consegue porque o seu “desenho” na verdade é um banco de dados recheado de informações, logo, o arquivo IFC é uma leitura “por escrito” do seu banco de dados.

revit-id-

Observe que o arquivo é muito bem organizado (para um arquivo de bloco de notas) sendo que todas as informações do seu arquivo estão ordenadas aqui dentro. bom, agora vamos ao teste. No bloco de notas, clique em Editar e selecione a opção Localizar.

revit-id

Será exibida a janela Localizar. Digite o ID de uma das janelas (apenas o valor numérico) e clique em Localizar Próxima.

revit-id

Observe que ele encontrou o ID da janela e inclusive com a descrição do nome da família.

revit-id

Vou expandir a janela e mostrar a quantidade de informação que uma única janela tem, observe que logo abaixo vem os dados referentes a próxima janela.

revit-id

Sim, o seu projeto é isso, um monte de dados, que sem organização não valem de nada, mas organizados geram informações precisas que podem ser compartilhadas em outro softwares. Por exemplo, vou abrir o arquivo IFC no Navisworks, que é um programa de gestão/coordenação de múltiplas disciplinas um mesmo projeto.

revit-id

No Navisworks vou utilizar a frramenta Quick Find, que nada mais é do que um recurso para localizar objetos de um projeto. Neste campo vou digitar o ID extraído no Revit, de uma das janelas.

revit-id

Observe que mesmo utilizando um ID que foi gerado no Revit, foi possível localizar, sem nenhum problema, a janela. Tanto o ID como a descrição conferem. Perceba também que as outras duas janelas estão aparecendo na janela Selection Tree do Navisworks.

revit-id-

Acredito que aqui já é possível perceber a importância deste simples recurso e como o conhecimento dele pode ser útil para uma série de coisas, principalmente a identificação de erros e conflitos dentro do próprio Revit.

Para saber mais sobre os alertas de erro do Revit visite a publicação abaixo:

ERROS E AVISOS NO REVIT

Um ponto negativo é que o próprio Revit não tira tanto proveito deste recurso, uma vez que temos apenas as opções ID da seleção e Seleção por ID. Se você quiser extrair maiores informações é necessário recorrer a outros programas, como o Navisworks,  plugins, ou ao Dynamo (linguagem de programação dentro do Revit).

Abaixo uma imagem do plugin RevitLookup, que nos dá a “ficha criminal” do elemento, tudo isso com base apenas no ID.

revit-id

Bom, a proposta aqui é apresentar este recurso, que como já deu para perceber é possível se aprofundar e muito neste tema. Então agora você já consegue identificar e localizar elementos do seu projeto de forma simples e rápida, utilizando o seu respectivo ID.

Gostou? Assine nossa Newsletter e seja avisado por e-mail quando saírem novas publicações!

Gostaram? Curtam nossa página! Facebook! E não esqueça de fazer uma avaliação da página!

Participem do nosso grupo! Grupo QualifiCAD

Dúvidas? Comentem!

Autor

Luis André

Luis André

Olá, sou o Luis André é responsável por todo o conteúdo do site QualifiCAD.

Sou arquiteto a mais de 10 anos, e nessa jornada tive que aprender a trabalhar com diversos softwares e aqui eu compartilho tudo o que aprendi ao longo da minha jornada no mundo da arquitetura e construção civil.

Sou mestre em Arquitetura e graduado em arquitetura e urbanismo. Também sou graduado em desenho industrial (projeto do produto).

Tenho certificações como Autodesk Certified Professional (AutoCAD, Revit e 3DS max) e Autodesk Certified Instructor.

Fique a vontade para me adicionar as suas redes sociais! Obrigado por sua visita!

1 Comentários

  1. Avatar
    Heliara
    17 de agosto de 2020 at 16:18 — Responder

    Acho esta plataforma a melhor de todas. Os assuntos são sempre inovadores e bem explicados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *