ARQUITETURA, ESTRUTURA E SISTEMASFAMÍLIASREVIT

Pilar estrutural e coluna arquitetônica

Pilar estrutural e coluna arquitetônica, qual a diferença? Se você ainda fica na dúvida aproveite e aprenda qual delas você deve usar em seu projeto!

Pode ser óbvio para alguns e por este motivo alguns profissionais ficam constrangidos de perguntar, então não fique passando vergonha e entenda de uma vez por todas as diferenças e em qual momento estas devem ser usadas no seu projeto!

COLUNAS x PILARES

Quando pensamos em colunas, de uma forma simplista,  nos vem a mente um elemento estrutural de sustentação. Mas se começarmos a ter um olhar mais técnico temos na verdade dois elementos, sendo o pilar (estrutural) e a coluna (arquitetônica), que é exatamente como o Revit separa.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

No Revit o Pilar estrutural tem efetivamente a função de receber cargas e por este motivo tem parâmetros voltados para isso. Já a Coluna arquitetônica tem uma função mais estética o que lhe confere outros tipos de parâmetros, então para entender um pouco melhor vamos analisar ambas opções.

COLUNA ARQUITETÔNICA

Para acessar a ferramenta coluna arquitetônica basta ir até a aba Arquitetura e no painel Construir clique na seta abaixo da opção Coluna e selecionar Coluna arquitetônica.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

O processo para inserir uma coluna no seu projeto é super simples, basta selecionar a família de coluna desejada (ou carregar para seu arquivo) que a mesma já vem pronta para ser inserida no nível na qual você esta trabalhando.

Na faixa de vista é possível ver uma série de opções de ajustes que você pode fazer antes de inserir no seu projeto, vou fazer um resumo para não deixar a publicação muito extensa:

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

  • Rotacionar após colocação: Após clicar no local desejado você pode rotacionar a coluna no ângulo que você desejar.
  • Altura/Linear: Permite definir se a coluna será criada a partir do nível que você está e ir “para cima” (Altura) ou ir “para baixo” (Linear) ***Aqui temos um erro grave de tradução. As opções em Inglês são Height/Depth (Altura/Profundidade), então entenda o Linear como profundidade.
  • Nível: A coluna sempre irá se iniciar no nível que você está trabalhando, ou seja, o nível em que ela começa. No campo nível você define em qual nível ela se conecta (ou termina). Caso não deseje associar a nenhum nível basta escolher Não conectado e definir um valor para a altura.
  • Delimitação de ambiente: Este campo permite que a coluna delimite o espaço do ambiente ou não (que impacta no cálculo de área do ambiente).

Uma característica interessante é que uma coluna arquitetônica herda o material de outro objeto na qual ela esteja unida.

Como assim herda?

Ao inserir uma coluna em um projeto, a mesma permanece com o seu próprio material. Porém, ao ser unida à uma parede o material do acabamento externo passa a revestir a coluna. E este material é “quantificável”.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Observe que a partir do momento em que a coluna encosta na parede uma linha de Tijolo é acrescentada a tabela de levantamento de materiais. Ao ficar totalmente interseccionada com a parede temos o material Placa de gesso (que foi acrescentado a coluna contabilizado). Ao desencostar a coluna o material Placa de gesso é removido, porém o Tijolo permanece na tabela e aplicado a coluna.

Importante lembrar que esta coluna arquitetônica esta com o material Por categoria, que corresponde a um material genérico. Refiz o processo, porém desta vez a coluna tem o material Concreto, Moldado in loco.

Agora, vamos analisar uma coluna que ao invés de utilizar o material Por categoria, use o material Concreto, Moldado in loco.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Aqui notamos que as primeiras alterações são gráficas e não quantitativas. Ao encostar a coluna o material Tijolo é exibido como revestindo a coluna, porém sua quantidade permanece a mesma. somente quando a coluna é totalmente inserida na parede é que notamos uma alteração na quantidade de Concreto, mas assim que a coluna é removida tudo volta a ser como antes.

Outro aspecto a se observar em Colunas Arquitetônicas é quanto as suas propriedades. Temos basicamente informações gráficas, materiais e dimensionais. Além disso apenas Dados de identidade. Isso é independente se sua coluna é quadrada ou mais elaborada.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Observe que não temos nada relacionado a estruturas e cargas, afinal o propósito desta coluna é voltado a parte estética e de acabamento, que por sinal, permite a criação de colunas bem sofisticadas.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Certo, mas e os Pilares Estruturais?

Eles são outro item fundamental do seu projeto, vamos conferir.

PILAR ESTRUTURAL

Para acessar a ferramenta pilar estrutural basta ir até a aba Arquitetura e no painel Construir clique na seta abaixo da opção Coluna e selecionar Pilar estrutural.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Logo de cara percebemos algumas diferenças. Observe que na aba Modificar|Colocar pilar estrutural temos além da opção de carregar família algumas opções adicionais.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Vamos entender as opções disponíveis.

Coluna Vertical: Como o nome diz, a coluna será inserida perfeitamente na vertical.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Coluna inclinada: Permite definir uma inclinação para a coluna, onde na faixa de opções temos a possibilidade de definir além os pontos de de início e fim, a que nível a coluna será associada.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Caso você escolha a opção coluna vertical também é possível utilizar o recurso Múltiplo, onde você pode colocar múltiplas colunas nas intersecções de eixos ou dentro de colunas arquitetônicas (sim, a coluna arquitetônica é só uma “casca”).

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Na faixa de opções temos um detalhe muito importante a ser analisado. Por padrão o campo Linear/Altura vem com a opção Linear ativada. Como eu já comentei anteriormente, aqui temos um problema de tradução, onde o correto seria Profundidade/Altura.

Sendo assim ao utilizar a opção Linear a coluna será criada à partir do nível em que você está em direção ao nível abaixo, ou seja, ela não será visível na vista atual e você vai receber uma mensagem na tela.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Para entender melhor, você pode usar uma visão em corte ou a vista 3D para visualizar a diferença de resultado.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Aproveitando a questão das vistas, talvez você tome um susto quando tentar visualizar a coluna em 3D ou em alguma outra elevação.

Susto por que?

De acordo com a configuração da sua coluna ela possivelmente será representada como uma simples linha. Isso acontece devido a Configuração de visibilidade de elemento da família. De acordo com o nível de detalhe o Pilar estrutural pode ser exibido de formas diferentes.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

No nível baixo a coluna é representada apenas como uma única linha. No nível médio e baixo os detalhes são mais sutis. Lembrando que isso depende do tipo de família e das necessidades que a pessoa que desenvolveu tinha em seu projeto, podendo variar de família para família.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Quando passamos para o campo de Propriedades, temos um diferencial das Colunas Arquitetônicas em relação aos Pilares estruturais. Temos um campo bem amplo destinado a Análise estrutural.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Novamente lembre que os dados de análise podem variar de família para família.

Falando em análise, você também pode visualizar o modelo analítico. Basta ir na barra de controle de vista (Menu inferior) e clicar no botão Mostrar modelo analítico.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Para a correta visualização do Modelo analítico é necessário que a opção Linhas finas (TL) esteja ativada.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Legal, mas e a união com as paredes, como funciona com o Pilar?

Na verdade não funciona. Se você inserir um Pilar estrutural dentro de uma parede ele não será unido. Observe o comparativo onde o material correspondente a coluna é o Concreto – Moldado in loco – Cinza.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Independente do pilar estrutural estar dentro da parede o quantitativo não foi alterado. E isso pode ser um problema.

Problema por que?

Concorda que se você tem uma coluna dentro de uma parede o material correspondente a área da coluna inserida na parede deveria ser descontado? Uma possibilidade de resolver isso é ir até a aba Modificar, painel Geometria e usar a ferramenta Unir.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Observe a diferença do quantitativo antes de depois da aplicação do comando Unir.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Para ficar mais didático, ocultei a coluna na vista 3D após utilizar o comando Unir.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

A partir do momento em que os elementos foram unidos é possível visualizar que o “recheio da parede” não existe mais no ponto da união, o que corrige o quantitativo do material.

E um dos aspectos principais, a colocação de armadura!

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Aqui entramos em um campos vasto tanto de opções como necessidades, então não vou me estender muito. Selecione um Pilar estrutural vá até a aba Estrutura e no painel Armadura você terá as ferramentas necessárias para trabalhar.

pilar-estrutural-e-coluna-arquitetônica

Acredito que com essa quantidade de informação e detalhes já seja possível entender as diferenças entre Coluna arquitetônica e pilar estrutural, permitindo que você consiga escolher da forma correta em qual momento do seu projeto usar cada um deles sem o risco de fazer confusão.

Gostou? Assine nossa Newsletter e seja avisado por e-mail quando saírem novas publicações!

Gostaram? Curtam nossa página! Facebook! E não esqueça de fazer uma avaliação da página!

Participem do nosso grupo! Grupo QualifiCAD

Dúvidas? Comentem!

Autor

Luis André

Luis André

Olá, sou o Luis André é responsável por todo o conteúdo do site QualifiCAD.

Sou arquiteto a mais de 10 anos, e nessa jornada tive que aprender a trabalhar com diversos softwares e aqui eu compartilho tudo o que aprendi ao longo da minha jornada no mundo da arquitetura e construção civil.

Sou mestre em Arquitetura e graduado em arquitetura e urbanismo. Também sou graduado em desenho industrial (projeto do produto).

Tenho certificações como Autodesk Certified Professional (AutoCAD, Revit e 3DS max) e Autodesk Certified Instructor.

Fique a vontade para me adicionar as suas redes sociais! Obrigado por sua visita!

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *